InícioArtigosOs 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

O PlayStation 5 tem uma biblioteca de jogos incrível, mas quais são os melhores de PS5?

No post de hoje, trazemos uma lista com nada menos que 50 dos melhores jogos de PS5 para você encontrar algo para jogar no console.

Vale lembrar que a nossa lista de melhores jogos de PS4 também vale para o console, já que ele possui retrocompatibilidade com essa plataforma.

Confira a lista abaixo, e contra também nossa lista de melhores jogos de outros consoles: PS1, PS2, PS3, PS4, PSP, PS Vita, Xbox Clássico, Xbox 360, Xbox One, Mega Drive, Dreamcast, Super NintendoGame Boy ColorGame Boy AdvanceGamecubeWiiNintendo SwitchNintendo DS e Nintendo 3DS.

Os melhores jogos de PS5 – Atualizado para 2023

Abaixo, você confere a nossa lista completa com os melhores jogos de PS5, atualizada pela última vez em 2 de janeiro de 2024 com todos os melhores títulos do ano passado sendo adicionados a ela.

Resident Evil 4 Remake

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Resident Evil 4 Remake joga no seguro e moderna um dos melhores e mais influentes jogos de todos os tempos, corrigindo os principais problemas que ele tinha tanto do ponto de vista de ritmo e jogabilidade quanto de alguns diálogos que não envelheceram tão bem assim.

O resultado disso é um jogo com combate ágil, divertido e desafiante, além de possuir novidades que premiam os jogadores mais minuciosos, com desafios não obrigatórios e até mesmo uma caçada ao tesouro.

Se você era uma pessoa que achava que não havia necessidade de um remake do jogo original, faça um favor a si mesmo, jogue um pouco dele e dê uma chance para esse novo e faça a comparação, há um mundo de diferença em qualidade de vida entre os dois, num remake que respeita um dos jogos mais influentes da década dele e o traz para os dias de hoje.

Alan Wake 2

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Alan Wake 2 muda a série que era mais puxada para a ação e a leva para o survival horror e entrega uma verdadeira obra prima, com uma história densa e muito bem elaborada, momentos que quebram a tensão e o loop do jogo, combate divertido e alguns dos melhores visuais da geração atual de consoles. Não à toa o jogo foi um dos fortes candidatos a jogo do ano de 2023 e por isso merece um lugar perene na lista de melhores jogos de PS5.

Baldur’s Gate 3

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Baldur’s Gate 3 é uma sequência dos jogos anteriores da série, mas com uma abordagem totalmente nova. Baseado no sistema da 5ª edição de Dungeons & Dragons, o jogo oferece uma experiência rica em narrativa e jogabilidade, com destaque para a classe Arcanista, cutscenes em todas as conversas e uma mecânica de rolagem de dados que simula perfeitamente um RPG de mesa.

A atenção aos detalhes e a qualidade do jogo o tornam um marco na indústria dos games e resultam num jogo que vai te fazer afundar horas e mais horas explorando todas as possibilidades desse jogo maravilhoso que merece um lugar na lista de melhores jogos de PS5 e de todos os tempos.

Dead Space Remake

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Dead Space Remake é uma aula de como refazer um jogo respeitando o original, que era praticamente perfeito por si só, melhorando os pequenos problemas que ele tinha, adicionando novidades na história em partes opcionais e entregando uma apresentação visual incrível.

Se você nunca jogou Dead Space na vida, faça um favor para você mesmo e jogue o Remake, ele é facilmente um dos melhores jogos de survival horror de todos os tempos, e está ainda melhor nessa versão.

Diablo IV

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Diablo IV é o mais ambicioso jogo da franquia e que certamente vai agradar e muito os fãs dela. Ele não só está melhor que os outros jogos da série, mas muito maior também, com sidequests imensas e uma campanha épica que vai te dar a oportunidade de explorar Santuário como nunca antes.

Infelizmente ele também conta com alguns problemas, como o fato de ser 100% online, algo que me deixa apreensivo pois mesmo no servidor fechado de review eu acabei morrendo mais de uma vez graças a lag e travamentos, e também alguns pontos de qualidade de vida poderiam ter sido melhor pensados, como os Town Portal e esquema de Combinação de Joias que eu comentei na análise, mas esses são problemas muito pequenos frente a diversão que o jogo oferece.

Final Fantasy XVI

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Final Fantasy XVI é uma verdadeira experiência next-gen no PlayStation 5. O jogo combina um dos enredos mais maduros e bem trabalhados da história da franquia a personagens carismáticos e com diversas camadas a um sistema de combate divertidíssimo, principalmente na luta de Eikons, a uma apresentação visual sem igual.

O resultado disso é um jogo que vai marcar os fãs e dificilmente ser esquecido tão cedo, e fazer quem não tem um PS5 desejar comprar o console para aproveitar esta experiência incrível, e exatamente por isso ele merece estar na lista de melhores jogos de PS5.

Spider-Man 2

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Spider-Man 2 é um jogo que aproveita muito bem tanto Peter Parker quanto Miles Morales, trazendo uma continuação de verdade com uma história densa e muito bem trabalhada, além de diversas atividades opcionais que enriquecem a experiência e uma série de habilidades novas para você combater o crime em combates dinâmicos de tirar o fôlego.

Com 15 minutos de jogo, você já percebe que a escala da ação é muito maior do que nos dois jogos anteriores, e esse é apenas o começo do melhor jogo de super herói lançado até aqui.

Street Fighter VI

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Street Fighter 6 faz um trabalho muito melhor em parecer um jogo completo em seu lançamento do que o seu antecessor fez, e isso é muito bom. O jogo combina um estilo de combate muito divertido e que permite aos lutadores que o céu seja o limite do talento deles, combinando o que há de melhor nos combates dos últimos três capítulos da saga. Além disso, caso lutar online não seja a sua praia, o modo World Tour está aí para render horas e mais horas de diversão nele, ainda que a frequência dos combates nesse modo tenha me incomodado em pouco.

Enfim, Street Fighter 6 vale sim muito a pena para quem for fã de jogos de luta, e tem tudo para ser um forte candidato a melhor jogo de luta dessa geração.

Star Ocean The Second Story R

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Star Ocean The Second Story R é um ótimo remake que resgata um clássico do passado, adicionando uma quantidade generosa de melhorias de qualidade de vida. A história pode ter envelhecido um pouco, mas os sistemas de combate e as diversas opções de criação de itens e habilidades são um prato cheio para quem gosta de um bom RPG.

Assassin’s Creed Mirage

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Assassin’s Creed Mirage conta a história de como Basim se tornou um assassino e entrega em Bagdá um ótimo campo de operações, com uma campanha enxuta e bem direcionada, além de boas atividades extras e o retorno a uma estrutura de jogo mais parecida com a de títulos como Assassin’s Creed II e Brotherhood, apesar de trazer o combate das encarnações mais modernas da franquia. Um título que certamente vai agradar fãs que estavam descontentes com os capítulos mais recentes da série.

Power Wash Simulator

Power Wash Simulator faz aquele tipo de coisa que eu não gosto muito, mas que tem muita gente que acaba viciada: pegar uma tarefa monótona do mundo real e colocar dentro do jogo. Se você acha relaxante ver um daqueles lavadores Wap de pressão tirando sujeira encardida de lugares, que tal fazer você isso? Então, essa é a ideia do jogo.

Sea of Stars

Sea of Stars é um ótimo JRPG que tranquilamente estaria entre os melhores dos consoles 16 bits caso fosse lançado na época. Ele até homenageia alguns pontos de Chrono Trigger e conta com referências a este dentro do jogo, mas felizmente não cai no tão frequente pecado de jogos homenagem, onde há muita referência e pouco conteúdo, muito pelo contrário, esse é um jogo que merece demais a sua atenção e por isso merece estar aqui na lista de melhores jogos de PS5.

Armored Core VI: Fires of Rubicon

Armored Core VI é a revitalização de uma antiga e esquecida franquia da From Software, o estúdio conseguiu aplicar toda a experiência da última década fazendo Souls-Like e trouxe um jogo extremamente divertido tanto para fãs antigos como novos, fazendo desse um dos melhores jogos de 2023.

Remnant II

Remnant II – Análise – Vale a Pena – Review

Remnant II é um jogo que oferece uma experiência imersiva impressionante, com uma ambientação rica e detalhada, uma trilha sonora envolvente e uma dublagem em inglês de alta qualidade. A complexidade da narrativa e a diversidade do elenco de personagens conferem profundidade e significado à jornada do jogador. A mecânica de combate é desafiadora e gratificante, e o uso criativo de elementos roguelike adiciona um fator de imprevisibilidade que mantém o jogo emocionante e novo.

Lies of P

Lies of P é o maior acerto do gênero Souls-Like dos últimos anos, se me dissessem que foi a própria From Software que fez esse jogo, eu acreditaria, pois ele está no nível dos jogos do Miyazaki em praticamente todos os aspectos, e esse é o maior elogio que um Souls-Like pode receber.

O jogo tem tudo que faz os jogos da From Software serem bons, e ainda tem uma qualidade de vida que eu considero superior, fazendo desse o Souls-Likle definitivo para aqueles mais “puristas” que são apaixonados em como a From Software faz seus jogos.

Cyberpunk 2077 – Phantom Liberty

Após uma estreia tumultuada em 2020, Cyberpunk 2077 renasce em 2023 com o lançamento da DLC Phantom Liberty e a significativa atualização 2.0. Estes lançamentos não só revitalizam a narrativa com uma expansão envolvente e rica em detalhes, mas também reformulam aspectos cruciais do jogo, como o sistema de habilidades e a interação com implantes. Esta reestruturação transforma Cyberpunk 2077 em uma experiência mais sólida e gratificante, onde os jogadores podem explorar uma Night City mais dinâmica e imersiva. Embora ainda apresente pequenos bugs, o título agora se aproxima mais da visão original grandiosa que a CD Projekt Red havia prometido.

Horizon Forbidden West

Segundo jogo da franquia Horizon, Forbiden West melhora tudo o que o seu antecessor não entregava tão bem assim, além de herdar todas as características positivas do primeiro jogo da série, oferecendo uma história interessante e um mundo aberto cheio de atividades para você realizar.

Apesar de não ser obrigatório você jogar o primeiro jogo da série, ele é fortemente recomendado, pois ele conta muito bem a história como Aloy se descobre uma salvadora do mundo.

Horizon Forbidden West foi facilmente um dos melhores jogos de 2022 e merece demais estar na lista de melhores jogos do PS5.

Returnal

Returnal é um jogo que você provavelmente ou vai amar, ou vai odiar. O jogo não perdoa o mínimo erro e é mais indicado para quem tem bastante tempo para ficar na frente do videogame, pois qualquer erro maior pode te levar direto para a cena do começo do jogo e para sabe-se mais lá quantos minutos de repetição até que você tenha conseguido de fato avançar dentro do game.

Se você gosta de Roguelikes e de dificuldade, ele é um jogo pra você, mas se você está procurando um jogo mais tranquilo, talvez seja uma boa deixar este para outra oportunidade. Afora a dificuldade e o ciclo de vida e morte, outro ponto que chama muito a atenção em Returnal são os gráficos e a ambientação do planeta Atropos, que é um verdadeiro espetáculo visual.

O jogo ganhou algumas atualizações após o seu lançamento que melhoraram a qualidade de vida dele, permitindo por exemplo que você possa fazer uma pausa entre uma área e outra e não precise acabar o jogo numa tacada. Dessa forma, fica bem mais tranquilo de aproveitar esse excelente título.

Ratchet and Clank: Em outra Dimensão

Ratchet e Clank: Em outra Dimensão combina belos gráficos, ação de tirar o fôlego e uma dublagem impecável. Fazer um jogo para uma fanbase que cresceu e que estava há anos sem jogar um jogo mais focado para crianças e adolescentes é uma tarefa difícil, mas a Insomniac tirou esse desafio de letra, e entregou um jogo muito bom, certamente uma das melhores aventuras dessa franquia.

God of War Ragnarok

God of War Ragnarok é tudo o que os fãs esperavam que a continuação de God of War fosse. O jogo fecha todas as pontas soltas começadas no jogo anterior, dá o espaço necessário para que Atreus deixe de ser apenas a criança chata que acompanha Kratos e vire um personagem bem legal, além de apresentar novos aliados, lutas épicas e diversas atividades extras que fazem esse jogo ir facilmente para as 50 horas ou mais caso você busque a platina dele. Sem sombra de dúvidas o melhor jogo exclusivo de 2022, e que recentemene recebeu uma atualização gratuita que adiciona mais história pro Kratos e que foi extremamente bem recebido pelos fãs.

Elden Ring

Elden Ring é a conclusão de uma trajetória que começou com Dark Souls e Demon’s Souls, ou seja, é um jogo desafiador, com um sistema de combate maravilhoso e com uma escala tão grande e tão recompensadora que vai fazer você passar dezenas de horas em cima dele. As expectativas em cima desse jogo eram imensas, e, honestamente, a From Software mais uma vez mostra porque é uma das melhores desenvolvedoras da atualidade. Elden Ring é facilmente um dos melhores jogos de 2022 e também dessa década.

Astro’s Playroom

  • Publisher: Sony
  • Ano de Lançamento: 2020

Astro’s Playroom é um jogo que é até difícil de acreditar que vem de graça quando você compra o PS5. Este é um jogo de plataforma que funciona como uma espécie de demo interativa das principais funções do novo console da Sony, e que se aproveita da história dele para apresentar essas funções.

O resultado final é um jogo muito divertido, bonito e que faz a sua cabeça explodir em alguns momentos ao demonstrar o potencial do DualSense, ainda que ele também derreta a bateria do controle enquanto você o joga.

Deathloop

Deathloop é um jogo que tem um potencial imenso e boa parte dele acaba sendo aproveitado conforme a história se desenrola. A Arkane acertou e muito no ritmo do jogo e também na dificuldade dele, algo que eu não gostava tanto assim em outros jogos da companhia.

Nesse jogo, você controla Colt, um homem que descobre que está preso num loop temporal e que para livrar-se dele, você precisará executar uma série de assassinatos num período de 24 horas, enquanto você está sendo caçado por Juliana, uma jovem extremamente habilidosa e que já te caçou inúmeras vezes nesse loop.

Deathloop certamente é um daqueles jogos que dá vontade de comprar um videogame (ou um PC melhor) só para jogá-lo.

Final Fantasy VII Remake: Intergrade

Final Fantasy 7 Remake é simplesmente um dos melhores remakes já feitos na história. É verdade, uma parte pequena do jogo original está disponível até aqui, e o jogo poderia ter mais quests opcionais e ser menos arrastado em alguns momentos, mas ele compensa e muito com papéis expandidos de personagens que você mal tomava conhecimento no jogo original, áreas novas e originais, sequências originais de tirar o fôlego e um sistema de combate extremamente divertido.

Além do conteúdo do Remake do PS4, a versão de PS5 do jogo ainda conta com uma história paralela estrelada por Yuffie, que mostra mais sobre as motivações dela para odiar a Shinra, e que deixa você pronto para a próxima parte do remake: Final Fantasy VII Rebirth.

Gran Turismo 7

Depois de tanto tempo sem um jogo de corrida para chamar de seu, Gran Turismo 7 recaptura a essência da franquia no PS2, e traz uma jogabilidade muito satisfatória, além de belos gráficos, corridas e carros memoráveis.

E caso você tenha um PlayStation VR2, e eu sei que poucas pessoas têm, mas é importante ressaltar, jogue Gran Turismo 7 usando ele, o jogo foi até aqui simplesmente a melhor experiência que eu já tive com um jogo de realidade virtual.

Death Stranding: Director’s Cut

Death Stranding o típico jogo de Hideo Kojima, onde ou você ama ele e todas as nuances que o jogo carrega, ou você não quer passar nem perto dele. No jogo, você controla Sam Porter Bridges, um entregador que está tentando reconectar o mundo após um desastre natural.

Como obstáculo, você enfrentará as rotas que você terá que percorrer, outros humanos e os BT, criaturas sobrenaturais extremamente poderosas e responsáveis por esse desastre que separou o mundo.

O jogo conta com uma história simplesmente incrível, mas que pelo menos para mim, acabou sendo prejudicado pelo gameplay repetitivo e maçante. Mas se você conseguir superar esse ponto, o jogo realmente acaba sendo bastante recompensador.

Demon’s Souls

Como o mundo já está bem mais acostumado com o gênero Soulsborne, Demon’s Souls tem tudo para ser um campeão de vendas e de sucesso dentro do PlayStation 5, e servir como garoto propaganda do console. A Bluepoint fez modificações apenas estéticas e um pouco de balanceamento dentro do jogo, além de resolver bugs como chefes que podiam ser atingidos por trás das paredes, mas fora isso, o jogo que você encontra aqui é exatamente aquela joia desconhecida que foi lançada há 11 anos para o PlayStation 3. Apesar do game não ter recebido nenhum conteúdo novo nem a promessa de algo do tipo, Demon’s Souls é sem sombra de dúvidas um jogo obrigatório para quem tiver um PS5.

Call of Duty: Warzone 2.0

  • Publisher: Activision
  • Ano de Lançamento: 2022

Maior e melhor que a sua primeira versão, Warzone pode muito bem ser a experiência definitiva para os fãs de Call of Duty que não se importam em jogar campanhas cinematográficas. O jogo é extremamente divertido e vai fazer você estar a todo instante tenso de encontrar um novo adversário a cada esquina.

Devil May Cry 5 Special Edition

Devil May Cry 5 traz o retorno de uma das franquias mais amadas da Capcom em grande forma. O jogo é basicamente tudo o que os fãs sempre pediram de uma volta de Devil May Cry: o Dante de antigamente, ação incessante, uma história que respeita a mitologia da franquia, inimigos e combos estilosos e muita diversão. Mais do que recomendado.

Fortnite

  • Publisher: Epic
  • Ano de Lançamento: 2017

Fortnite é o maior jogo de tiro da atualidade e não é por acaso. Extremamente divertido e recompensador, o jogo é perfeito para quem quer gastar algumas horas trocando tiros com outras pessoas e jogando com os amigos, além de possuir algumas das melhores cooperações com marcas famosas como Naruto, Marvel e DC.

Hoje em dia, Fortnite é tão grande que até mesmo realiza eventos dentro do jogo, tendo sido muito mais bem sucedido do que o Metaverso nisso, por exemplo.

Control Ultimate Edition

Control é um belo jogo de aventura que certamente vai agradar os fãs de jogos anteriores da Remedy e também quem está procurando por um jogo não tão longo assim e com uma excelente história pela frente.

No jogo, você controla Jesse Faden, uma jovem paranormal que deve salvar os colegas de trabalho dela, que estão sendo influenciados por outra entidade paranormal e sendo transformados em monstros por eles.

Ainda que tenha muitas qualidades, o jogo conta com alguns momentos de jogabilidade bem desbalanceada e algumas áreas que você talvez fique batendo cabeça até encontrar, como aconteceu comigo, mas no geral, a experiência com ele é simplesmente incrível e por isso merece sim um lugar na lista de melhores jogos de PS5.

Need for Speed Unbound

Need for Speed Unbound combina um novo visual inspirado no grafite ao gameplay estabelecido em suas últimas entradas da franquia. Isso não é ruim, afinal é uma boa estrutura a se seguir.

Somado a isso, temos uma cidade muito bem pensada e um estilo gráfico com muita personalidade. Need for Speed Unbound é tranquilamente o jogo mais interessante da franquia em muitos anos.

The Last of Us Parte 1

The Last of Us Parte 1 é o remake de The Last of Us, jogo originalmente lançado para PS3 e que conta a história de Joel e Ellie. Joel é um homem de meia idade que viveu a destruição da civilização para a infecção do Cordiceps, e Ellie uma jovem que nasceu após esse acontecimento. Joel recebe a missão de levar Ellie até a base dos Vagalumes, uma organização de resistência ao governo militar que se estabeleceu no que restou dos Estados Unidos, pois a jovem é imune a essa infecção e pode ser a chave para a salvação da humanidade.

É inegável o carinho que a Naughty Dog colocou em The Last of Us Parte 1. O jogo é a versão definitiva de um dos melhores jogos de todos os tempos e possivelmente o melhor jogo da geração do PlayStation 3.

O jogo original era tão à frente do seu tempo em termos de apresentação que o que foi melhorado aqui, exatamente essa apresentação, não torna o jogo imperdível. A experiência é como ter assistido a um clássico do cinema em VHS há anos e agora assistir ao mesmo filme em Bluray, é muito legal, mas é o mesmo filme de anos atrás. Mesmo assim, merece um lugar na lista de melhores jogos de PS5, pelo menos para guardar lugar até o remaster da sequência dele ser lançado.

Mortal Kombat 1

Mortal Kombat 1 vai agradar bastante os fãs de longa data da franquia, trazendo um novo reinício que faz diversas alterações bem legais para quem se amarra na história da franquia. O sistema de convidados adiciona uma imprevisibilidade bem interessante para o combate, e o modo de Invasões vai ajudar a ocupar jogadores que querem mais conteúdo single player. Mais um grande capítulo da franquia.

Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2

Tony Hawk foi um dos jogos mais divertidos da geração do PS1, e o remake deles consegue não só capturar a alma dos jogos, mas atualizá-los e deixá-los ainda mais divertidos, seja para quem viveu aquela época, seja para quem  começar a jogar a franquia ainda hoje. Estamos esperando ansiosamente pelo remake dos outros jogos da série. Será que um dia isso vai acontecer?

Yakuza: Like a Dragon

Apesar do sucesso recente da série Yakuza no ocidente, a grande quantidade de jogos no mesmo estilo passava a sensação de que a franquia precisava se renovar. Mas como mudar algo que agrada tanta gente, sem perder o charme?

Foi exatamente o que aconteceu com Yakuza: Like a Dragon, um game que conseguiu ressignificar todo o legado de Yakuza, sem perder o charme e ainda adicionando um novo protagonista e um novo estilo de jogo totalmente diferente.

Mesmo da mecânica de combate tendo sido alterada para combate por turnos, todo o resto continua exatamente a mesma coisa. Ou seja, é mais Yakuza sem ser o mesmo Yakuza de sempre. Não faz sentindo, eu sei, mas pode ter certeza de que tudo vai fazer sentido a hora que você começar a jogar e por isso ele merece este lugar na lista de melhores jogos de PS5.

Kena: Bridge of Spirits

Kena: Bridge of Spirits é um jogo apaixonante. Tanto a história quanto os gráficos não decepcionam, e o fato dele ter vindo de uma desenvolvedora pequena, como um jogo indie, é uma surpresa positiva.

A arma principal da protagonista, o cajado, possui atualizações interessantes, e a relação dela com os Rot são um ponto alto da trama, embora nem sempre eles sejam muito funcionais.

No entanto, o desequilíbrio e a falta de diversidade dos chefões ameniza parte da empolgação que se criou com o título desde o seu anúncio, mesmo que isso não seja forte o suficiente para desanimar totalmente o jogador.

It takes two

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

  • Publisher: EA
  • Ano de Lançamento: 2021

Dos mesmos criadores de A Way Out, It Takes Two é um jogo onde um casal que estava para se separar é transformado em bonecas pela filha, e agora eles devem superar uma série de desafios para voltarem aos corpos deles, enquanto reparam o casamento que estava no fim.

O jogo conta com uma quantidade absurda de fases e alguns dos momentos mais memoráveis de jogos co-op já feitos. Simplesmente um jogo maravilhoso e que merece estar na nossa lista de melhores jogos de PS5.

Uncharted: Coleção Legado dos Ladrões

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Uncharted: Coleção Legado dos Ladrões conta com dois jogos completos da franquia Uncharted, sendo eles Uncharted 4 e Lost Legacy. O primeiro encerra as aventuras de Nathan Drake e o segundo conta uma história focada em Chloe, personagem de longa data da franquia, e Nadine, uma nova personagem apresentada em Uncharted 4.

Ambos os jogos são excelentes, e a versão de nova geração deles apresentam uma atualização gráfica muito boa que certamente vai impressionar quem jogou ambos no PS4.

Sifu

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Sifu é uma espécie de Sekiro de artes marciais, ou seja, um jogo de combate baseado em ritmo e bloqueio no momento certo. Com isso, ele certamente não é o jogo mais acessível de 2022, e se você se irrita fácil com dificuldade, você deve manter a distância dele.

Entretanto, caso você goste de jogos do gênero de soulslike, este precisa estar no seu radar, já que ele conta com um sistema de combate muito divertido e recompensador, caso você coloque o esforço necessário para aprendê-lo.

Nele, você controla um mestre em artes marciais que deve vingar o seu pai, que acabou morto por um antigo estudante, usando os seus próprios punhos. A sacada do jogo é que a cada morte sua, você entrega uma quantidade de anos da sua vida para voltar, até os 80 anos, quando você não consegue mais seguir em frente. Será que você consegue vencer todo mundo antes disso acontecer?

Octopath Traveler II

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Octopath Traveler 2 traz uma série de evoluções a conceitos já estabelecidos do primeiro jogo, aumentando a variação do gameplay e assim corrigindo uma das principais críticas que este havia recebido.

Combinado isso a uma forte história, personagens carismáticos, belíssimos gráficos e uma trilha sonora incrível, Octopath Traveler 2 tem tudo para estar na lista de melhores RPGs do ano de todo mundo que der uma oportunidade ao jogo. O único ponto negativo de verdade para ele é o fato do jogo não ter vindo com legendas em português, o que infelizmente priva uma quantidade importante de jogadores brasileiros de aproveitar este ótimo jogo em sua plenitude.

Ghost of Tsushima: Director’s Cut

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Ghost of Tsushima merece tranquilamente entrar na lista de melhores jogos de PS5, afinal de contas, a história de Jin Sakai é excelente, e o jogo conseguiu capturar muito bem tanto a essência do bushido quanto a vida no Japão da época das invasões dos mongóis.

Essa versão do diretor ainda traz um capítulo extra para a franquia e atualiza o jogo graficamente e em performance para o PS5, snedo a versão definitiva do game. Se você ainda não jogou ele, não perca a oportunidade.

Star Wars Jedi: Fallen Order

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Star Wars Jedi: Fallen Order é um jogo incrível que mistura o universo de Star Wars à jogabilidade de Uncharted e o estilo imperdoável de combate do gênero Soulsborne.

O resultado disso é um jogo extremamente divertido e desafiante, onde você controla um padawan que se escondeu após a Ordem 66 e que agora está sendo caçado pelos Inquisidores do Império. Será que você conseguirá ajudar a resistência e acabar com essa ameaça?

Tactics Ogre Reborn

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Tactics Ogre Reborn traz várias pequenas mudanças e ajustes no sistema de combate de jogo que certamente se não agradarem, vão deixar veteranos da série pelo menos curiosos com esse jogo, além de diversas melhorias de qualidade de vida que fazem esse jogo ser sim a sua melhor versão de um jogo que está quase fazendo 30 anos.

Com um enredo muito bom que poderia inclusive ser adaptado como uma dessas séries que tentam competir com Game of Thrones, personagens carismáticos e um sistema de batalha desafiador e muito divertido, Tactics Ogre Reborn tem tudo para agradar quem é fã do gênero, mesmo que já tenha jogado esse jogo em suas versões anteriores.

Final Fantasy 14 Online

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

  • Publisher: Square Enix
  • Ano de Lançamento: 2014

Final Fantasy 14 Online é simplesmente um dos melhores MMORPG da atualidade, e talvez até mesmo o melhor deles. O jogo é constantemente atualizado pela Square Enix e traz uma das melhores histórias já criadas na franquia, além de ser aquele tipo de jogo que assim que você começa, você acaba abrindo mão de tudo o que está fazendo para continuar jogando.

Vale ressaltar, entretanto, que Final Fantasy 14 é um jogo que requer assinatura após você passar de uma parte dele, infelizmente. Ainda assim, esse jogo com certeza merece um lugar na nossa lista de melhores jogos de PS5, já que ele é aprovado até mesmo por Hironobu Sakaguchi, o pai de Final Fantasy.

Hitman 3

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Hitman 3 é o ápice do que a IO Interactive planejava para esse reboot da franquia. Oferecendo missões muito interessantes e cheias de fator replay, combinadas a uma história com várias reviravoltas e todo o charme do mundo da espionagem que a franquia possui, o jogo é certamente o melhor da trilogia. Só é uma pena que a companhia não tenha localizado o jogo para o Brasil, já que entender bem o que está acontecendo à sua volta é essencial para fazer um bom proveito do jogo.

Call of Duty: Modern Warfare 2 (2022)

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Call of Duty: Modern Warfare 2 é uma continuação à altura do reboot de 2019. A campanha do jogo é muito divertida e cheia de tensão, e certamente vai deixar todo mundo extremamente ansioso pela conclusão dela quando o próximo capítulo lançar. Um capítulo mais do que recomendado para os fãs de Call of Duty.

Destiny 2

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

Destiny 2 é outro daqueles tipos de jogos que você começa a jogar e não consegue jogar mais nada, de tanto o que se tem pra fazer nele.

Continuação direta de Destiny original, Destiny 2 hoje em dia recebe uma nova atualização com conteúdo inédito a cada 3 ou 4 meses, e sempre apresenta um gameplay extremamente divertido e viciante, ainda mais se você começar a fazer amizades dentro do jogo para as missões da história, strikes e raids, sendo um dos melhores jogos de PS5, e ceratmente um dos mais viciantes também.

Sackboy: Uma Grande Aventura

Os 50 melhores jogos de PS5 (2023)

  • Publisher: Sony
  • Ano de Lançamento: 2020

Sackboy: Uma Grande Aventura é um divertido jogo de plataforma 3D da série Sackboy onde você pode jogar tanto sozinho quanto com até 4 jogadores. No jogo, você e seus aliados devem impedir que o vilão Vex acabe com o mundo de Craftworld, em fases muito bem pensadas e divertidas que certamente vão agradar tanto adultos quanto os mais novos.

E aí, quais desses jogos da nossa lista de melhores jogos de PS5 são os seus favoritos?

Eric Arraché
Eric Arrachéhttp://criticalhits.com.br
Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.