Games

Os 50 melhores jogos de Xbox One e Series S e X

Elaborar uma lista com os melhores jogos de Xbox One e Xbox Series S e X é uma tarefa complicada, mas é exatamente a isso que nós nos propusemos hoje.

Abaixo, trazemos uma lista com os 50 melhores jogos de Xbox One e Xbox Series S e X. Há diversos games que acabaram ficando de fora, mas acreditamos que estes 50 merecem fazer parte dela.

Como a maioria esmagadora dos jogos de Xbox Series também rodam no Xbox One, decidimos juntar as duas listas em uma só, e quando o Xbox Series ganhar mais títulos que só rodem nele nós separamos essa lista.

Os 50 melhores jogos de Xbox One e Series S e X

Halo Infinite

Master Chief – Reprodução: Halo Infinite

Halo Infinite é exatamente o jogo que os fãs de Xbox torciam para que ele fosse: um título imperdível. Ele traz um tiroteio muito agradável, uma boa campanha e um mundo aberto que não está ali só pra inflar o tempo de duração do jogo.

Além de todas as qualidades do modo single player do jogo, ele ainda conta com um modo multiplayer muito divertido. Só ficou faltando o tradicional modo Coop, que chega no ano que vem, mas mesmo sem ele, os fãs de Halo podem respirar aliviados, pois este é um daqueles jogos que dá vontade de comprar um console só para jogá-lo.

Forza Horizon 4

  • Desenvolvedora: Playground Games
  • Ano de Lançamento: 2018

Forza Horizon 4 é facilmente o melhor jogo de corrida dessa geração, seja em conteúdo, seja em desafio, seja em diversão. As estações adicionam muito ao jogo, e dirigir nesse game é tão gostoso que você vai perceber que está há horas em cima dele num piscar de olhos. Mais do que recomendado para fãs de velocidade, ainda mais porque o jogo está disponível no Gamepass.

Ori and the Will of the Wisps

Ori and the Will of the Wisps é um dos melhores jogos já lançados para o ecossistema do Xbox One e Windows 10. O jogo é realmente divertido, muito bem pensado, cheio de desafios inteligentes e acompanhado de gráficos e trilha sonora belíssimos e pode ser chamado de clássico instantâneo do Gamepass. No lançamento, o jogo contava com bugs e problemas de performance, mas a maioria deles já foram resolvidos.

Ainda assim, esse é um jogo que fica muito melhor se jogado num Xbox One X ou num Series S ou X, já que o Xbox One sofre um pouco com o game.

Gears 5

Gears 5 é facilmente um dos melhores da franquia, talvez o melhor desde Gears of War 2, e vai agradar demais os veteranos, além de ser uma excelente porta de entrada para quem está pensando em jogar um dos melhores exclusivos que o Xbox One tem.

O jogo adiciona muito à fórmula de Gears, com mapas mais ambiciosos, missões extras para dar uma encorpada na franquia e finalmente a história desse novo arco de Gears começou a caminhar. Em suma, um dos melhores jogos de Xbox One e Series S e X.

Microsoft Flight Simulator

  • Desenvolvedora: Microsoft
  • Ano de Lançamento: 2021

Pode parece estranho, mas Flight Simulator foi um dos primeiros grandes jogos lançados pela Microsoft. As versões mais antigas eram consideradas tão boas e precisas, que ficamos anos sem ver nada relacionado à série sendo lançado com o passar das gerações.

Mas isso mudou em 2020, quando a Microsoft resolveu lançar a nova versão do Flight Simulator, contando com ainda mais realismo no controle das aeronaves, além de uma ferramenta que adapta os mapas do Bing Maps dentro do jogo de maneira incrível.

Flight Simulator já era um jogaço no lançamento e tem se tornado cada vez melhor com as últimas atualizações e correções. Apesar da curva de aprendizado desafiadora, vale a pena experimentar!

Halo: The Master Chief Collection

  • Desenvolvedora: 343 Studios
  • Ano de Lançamento: 2014

Halo: The Master Chief Collection é a coletânea perfeita para quem gosta do jogo de tiro que carregou o Xbox nas costas na geração do PS2. O pacote conta com todos os jogos principais da franquia Halo lançados para o Xbox Clássico e para o Xbox 360, com gráficos melhorados em quase todos os casos e um modo multiplayer que traz todos os mapas já lançados na série.

Dentre os jogos da coletânea, eu recomendo especialmente o Halo 2 e Halo Reach, que são facilmente os melhores capítulos da franquia até hoje.

Inside

  • Desenvolvedora: Playdead
  • Ano de Lançamento: 2016

Inside é uma espécie de sequência espiritual de Limbo, já que pega o mesmo estilo de jogo onde você é um jovem indefeso que deve superar puzzles e avançar por um mundo bizarro e ameaçador, mas que agora conta com um jovem que caiu numa fazenda cheia de minhocas parasitas que tomaram conta de porcos e estão avançando em sua contaminação. Um jogo bem divertido e inteligente.

It Takes Two

  • Desenvolvedora: Hazelight Studios
  • Ano de Lançamento: 2021

It Takes Two é um jogo cooperativo onde você conhece a história do casal May e Cody, que foram transformados em bonecos pela filha deles, e agora devem cooperar para vencer desafios e assim conseguir reparar o casamento deles, que estava por terminar. A premissa do jogo já é diferente, e o gameplay é extremamente divertido, sendo facilmente um dos melhores jogos de coop já lançados até hoje.

Hitman 3

Hitman 3 é o ápice do que a IO Interactive planejava para esse reboot da franquia. Oferecendo missões muito interessantes e cheias de fator replay, combinadas a uma história com várias reviravoltas e todo o charme do mundo da espionagem que a franquia possui, o jogo é certamente o melhor da trilogia. Só é uma pena que a companhia não tenha localizado o jogo para o Brasil, já que entender bem o que está acontecendo à sua volta é essencial para fazer um bom proveito do jogo.

Celeste

  • Desenvolvedora: Matt Makes Games
  • Ano de Lançamento: 2018

Celeste é um jogo bem divertido, com dificuldade na medida, desafios que vão aumentando a complexidade conforme você avança, belos gráficos e trilha sonora. O único problema do jogo é que ele tem fases longas demais, e eu realmente não acho bom o fato de você sentir alívio ao chegar no final de uma fase, ao invés daquela sensação de vitória de “completei esse desafio”. No fim das contas, teve mais de um momento em que eu quase desisti do jogo por causa disso, mas se você for persistente, você vai chegar ao final de Celeste.

Judgment

  • Desenvolvedora: SEGA
  • Ano de Lançamento: 2018

Judgment é um jogo que atendeu bem aquilo que se prestou: ser um spin-off da série Yakuza. Mas além disso, o game conseguiu inserir novas mecânicas que acabaram por faze-lo ficar ainda mais interessante que seus antecessores. As melhores e piores partes de Yakuza ainda constar aqui, mas dessa vez, com toda uma pegada investigativa.

Marvel’s Guardians of the Galaxy

Reprodução: Marvel’s Guardians of the Galaxy

Guardiões da Galáxia é um ótimo jogo de heróis que faz justiça ao grupo. O game conta com cerca de 20 horas de duração, um combate divertido, uma boa história e belos gráficos e dublagem. Se você é fã do grupo, ou de jogos de heróis em geral, você certamente vai sair satisfeito desta experiência.

Resident Evil Village

Resident Evil Village pega o que deu certo em Resident Evil 7, junta com o que deu certo em Resident Evil 4 e entrega um jogo muito bom, trazendo o retorno e a conclusão da história de Ethan Winters.

O jogo conta com bem mais momentos de ação que o seu anterior, uma antagonista extremamente carismática em Lady Dimitrescu e alguns momentos extremamente apavorantes como a parte da Casa Beneviento.

O problema principal do game pra mim, entretanto, é que parece que eles usaram todas as boas ideias do jogo do começo até um pouco mais que a metade do jogo, já que as duas últimas áreas dele e as lutas finais do jogo são pouco inspiradas. Ainda assim, Resident Evil Village é um bom capítulo da franquia Resident Evil.

LEGO Star Wars: The Skywalker Saga

LEGO Star Wars: The Skywalker Saga é um bom jogo para quem é fã da franquia LEGO e um título bem interessante para quem quer algo para jogar com crianças. O jogo é cheio de conteúdo e recria de uma forma leve os 9 capítulos numerados da franquia Star Wars. Vale ressaltar só que o jogo é muito, mas muito fácil mesmo, então se você está procurando por desafio, você provavelmente não vai encontrar aqui.

Assassin’s Creed Valhalla

Divulgação: Ubisoft

Assassin’s Creed: Valhalla é o jogo mais vendido da franquia, você sabia dessa? No jogo, você controla Eivor, um Viking que viaja da Escandinávia para a Inglaterra para unir este país, enquanto vive uma série de conflitos com seus inimigos e também com os seus aliados.

O jogo ainda tem uma espécie de campanha alternativa onde você é o próprio Odin em Asgard, e trabalha bem a dualidade de humano e deus de Eivor.

O único defeito que eu colocaria nele é que o jogo é realmente muito mais extenso do que deveria ser. Pra fechar a campanha principal e matar todos os alvos de assassinato, eu levei 70 horas, e ainda tinha uma série de missões extras pra concluir, ou seja, se você cansa fácil com jogos que acabam sendo muito mais longos do que deveriam, dificilmente você vai conseguir terminar esse.

Yakuza: Like a Dragon

Apesar do sucesso recente da série Yakuza no ocidente, a grande quantidade de jogos no mesmo estilo passava a sensação de que a franquia precisava se renovar. Mas como mudar algo que agrada tanta gente, sem perder o charme?

Foi exatamente o que aconteceu com Yakuza: Like a Dragon, um game que conseguiu ressignificar todo o legado de Yakuza, sem perder o charme e ainda adicionando um novo protagonista e um novo estilo de jogo totalmente diferente.

Mesmo da mecânica de combate tendo sido alterada para combate por turnos, todo o resto continua exatamente a mesma coisa. Ou seja, é mais Yakuza sem ser o mesmo Yakuza de sempre. Não faz sentindo, eu sei, mas pode ter certeza de que tudo vai fazer sentido a hora que você começar a jogar.

Nier Replicant

Nier Replicant é um ótimo jogo, trazendo um história envolvente, trilha sonora jogabilidade nota 10. É uma pena que os gráficos do jogo não tenham melhorado tanto assim, além da falta de localização para o português, e também que ele traga alguns graves problemas numa missão opcional do jogo que nada acrescenta à história e que ainda não foi removida do jogo. Desta forma, recomendamos o jogo, mas com estas ressalvas importantes.

Psychonauts 2

  • Desenvolvedora: Double Fine
  • Ano de Lançamento: 2021

Psychonauts 2 combina um gameplay de plataforma datado e cheio de quebras de ritmo com personagens e uma história que pode ou não clicar com você e compensar isso. No fim das contas, as novas aventuras de Razputin provavelmente vão agradar quem gostou do primeiro jogo, mas se você não foi conquistado por ele, dificilmente vai gostar desse também.

Mass Effect Legendary Edition

Mass Effect Legendary Edition traz os três jogos clássicos da série remasterizados de uma forma primorosa, com mecânicas e visuais melhorados e adaptados para a geração mais atual.

Obviamente que a adaptação tem suas limitações e alguns aspectos inerentes dos jogos originais não podem ser mitigados dentro do escopo de uma remasterização.

Ainda assim, Mass Effect Legendary Edition é uma boa pedida para novos e antigos fãs da série, principalmente para aqueles que sentiram-se abandonados desde o lançamento de Andrômeda.

Injustice 2

Injustice 2 é um excelente jogo de luta onde você coloca os principais personagens da DC para combater com uma jogabilidade bastante análoga à de Mortal Kombat e um excelente modo história, além de desafios online que fazem a experiência render por muito tempo, sendo este um dos melhores jogos de Xbox One e Series S e X.

Hades

Hades é um Roguelike muito divertido que foi lançado inicialmente no Switch e no PC. No jogo, você é Zagreus, o príncipe do Submundo, que está tentando escapar dele para encontrar Persephone, a mãe dele, que vive no mundo dos vivos.

Para isso, você vai enfrentar hordas de inimigos, chefes, fazer alianças, cultivar amizades e assim por diante, num jogo que é realmente viciante.

Stardew Valley

  • Desenvolvedora: ConcernedApe
  • Ano de lançamento: 2017

Stardew Valley pode até não ter sido lançado inicialmente no Nintendo Switch, mas ele é o tipo de jogo que fica perfeito no portátil da Nintendo. No jogo, você herda uma fazenda e agora deve fazê-la prosperar, arando, cultivando, fazendo amizades, explorando o mapa e até mesmo se casando.

Hollow Knight

  • Desenvolvedora: Team Cherry
  • Ano de lançamento: 2018

Hollow Knight teve uma das recepções mais calorosas pela crítica e pelo público justamente por trazer uma das melhores e mais refinadas experiências metroidvania dos últimos tempos.

Com um visual marcante e história praticamente inesquecível, o game cativa logo nos primeiros desafios, ao mesmo tempo que aumenta gradativamente a curva de dificuldade.

O sucesso de Hollow Knight foi tamanho, que seu nome virou sinônimo de êxito da indústria indie e serve de referência para desenvolvedores do mundo todo.

Octopath Traveler

  • Desenvolvedora: Square Enix
  • Ano de lançamento: 2018

Octopath Traveler é um belo jogo de JRPG onde você joga oito histórias paralelas que a princípio não têm nada uma a ver com a outra, mas que, conforme a história avança, se interligam e mostram como a narrativa do jogo é um dos pontos altos dele.

Fora isso, ele é um JRPG bem tradicional, onde você enfrenta inimigos, explora dungeons, conversa bastante, sobe de nível, desenvolve habilidades e afins. O jogo é bem divertido, tem uma ótima trilha sonora e consome horas e vai consumir horas e mais horas da sua vida.

Wolfenstein 2: The New Colossus

Wolfenstein 2: The New Colossus é um ótimo jogo de tiro, mas ele supera o seu predecessor? Não. O jogo anterior apresentava uma narrativa melhor, ainda que nesse caso tenhamos um ótimo jogo de tiro com mecânicas refinadas e um ritmo mais acelerado em relação ao anterior. Quem jogou Wolfenstein: The New Order certamente vai gostar desse game e mais uma oportunidade de atirar em nazistas.

Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition

  • Desenvolvedora: Square Enix
  • Ano de lançamento: 2019

Todo console precisa de um JRPG clássico, e Dragon Quest XI é exatamente isso. No jogo, você controla um jovem que acabou tendo sua vila destruída quando era pequeno e que agora parte numa jornada para acabar com o mal do mundo. Nada de muito original, mas o jogo conta com um elenco de personagens tão interessante e tanto conteúdo que certamente vai agradar os fãs da série. Além disso, essa versão definitiva conta com uma porrada de extras, e até mesmo a possibilidade de você jogar ou com gráficos em alta definição ou em pixel art, algo que eu não lembro de ter sido feito anteriormente em nenhum RPG.

Dark Souls Remastered

Divulgação: From Software

Dark Souls é um dos melhores jogos da geração dele e a remasterização conserta os problemas de performance que ele tinha. Se você ainda não jogou Dark Souls por medo da dificuldade, dê uma chance, você não imagina o jogo maravilhoso que está perdendo.

Dark Souls 3

Divulgação: From Software

Dark Souls 3 é a conclusão da saga e uma espécie de continuação direta de Dark Souls original. Bem mais acessível para iniciantes, o jogo traz referências diretas ao primeiro jogo e conta com alguns dos chefes mais memoráveis da história.

The Witcher 3

Divulgação: CD Projekt Red

The Witcher 3 é um jogo grande. Absurdamente grande. E que não deve ser jogado às pressas. Jogue, aproveite e maravilhe-se com essa belíssima experiência, pois o jogo realmente vale cada minuto investido nele, seja por causa da história, seja por causa do combate, seja por causa do imenso mundo, vasto de atividades que lhe aguardam. O jogo até tem alguns problemas de performance, mas nada que realmente tire o brilho dessa belíssima obra. Fora o jogo base, The Witcher 3 ainda conta com duas DLCs praticamente dá pra contar como novos jogos, tendo em vista o tamanho e a profundidade da cada uma delas.

Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2

Divulgação: Activision

Tony Hawk foi um dos jogos mais divertidos da geração do PS1, e o remake deles consegue não só capturar a alma dos jogos, mas atualizá-los e deixá-los ainda mais divertidos, seja para quem viveu aquela época, seja para quem  começar a jogar a franquia ainda hoje. Estamos esperando ansiosamente pelo remake dos outros jogos da série, quando será que eles chegam?

Sunset Overdrive

Sunset Overdrive é um divertido jogo de ação desenvolvido pela Insomniac onde você está numa espécie de apocalipse causado por pessoas que beberam uma bebida energética demais e acabaram se transformando em monstros. Para combatê-los, você deve executar manobras pelos corrimãos e postes da cidade, num esquema de combate em alta velocidade extremamente divertido.

Sea of Thieves

  • Ano de lançamento: 2018
  • Desenvolvedora: Rare Software

Sea of Thieves é um divertido jogo de formar uma tripulação pirata com seus amigos e explorar os oceanos, procurando por tesouros, enfrentando inimigos controlados pela máquina e cooperando ou enfrentando outros jogadores que também fazem parte das suas respectivas tripulações. O jogo foi lançado com pouco conteúdo, mas conforme a Rare foi atualizado o game, ele foi melhorando cada vez mais e hoje em dia é um dos melhores jogos do Xbox One e Series S e X.

Doom Eternal

Divulgação: Bethesda

Doom Eternal é a continuação que todo fã de Doom esperava, um jogo que consegue ser mais rápido, mais visceral, com uma trilha sonora mais enlouquecedora ainda, ou seja, ele é um lugar incontestável na nossa lista de melhores jogos do Xbox One e Series S e X.

Cuphead

Divulgação: Studio MDHR
  • Ano de lançamento: 2017
  • Desenvolvedora: Studio MDHR

Cuphead traz aquela vibe de desenhos da Disney das antigas para um jogo que vai desafiar você ao limite com chefes e fases memoráveis. O jogo pode parecer fofinho à primeira vista, mas certamente vai levar você ao limite, e o melhor de tudo é que dá para ser jogado de 2 como nos dias gloriosos do Super Nintendo.

Quantum Break

Quantum Break é um dos melhores jogos de Xbox que muita gente deixou passar reto por ser de uma época pré-gamepass. O jogo desenvolvido pela Remedy coloca você na pele de Jack Joyce, um jovem que descobre que possui poderes que podem alterar o tempo e que agora deve impedir o fim do mundo. O game é muito divertido e combina sessões de tiroteio com os poderes de Jack, além de puzzles e uma série de televisão desenvolvida para o jogo, e conta com atores famosos nos papéis principais do jogo, como Shawn Ashmore (o Homem de Gelo dos X-Men) como Jack Joyce e Aidan Gillen (o Littlefinger de Game of Thrones) como Paul Serene, antagonista do game.

Monster Hunter World

Divulgação: Capcom

Monster Hunter World é um jogo ousado, pois tenta agradar tanto os jogadores antigos, quanto novatos. O mais supreendente de tudo, é que a Capcom acertou em cheio dessa vez. Com controles melhorados, sistema de partidas online totalmente funcional e mapa mais vido do que nunca, Monster Hunter World é a chance que a franquia tem de brilhar como deveria e se tornar definitivamente, uma das séries mais amadas de todos os tempos.

Resident Evil 2 Remake

Divulgação: Capcom

A Capcom conseguiu o que parecia impossível em Resident Evil 2 Remake: pegar um jogo praticamente perfeito da sua época e modernizá-lo deixando-o tão nos dias de hoje quanto ele era para quem o jogou na época. Reviver ou jogar a história de Leon e de Claire pela primeira vez é simplesmente incrível, e a RPD certamente vai apavorar você com todas as ameaças que ela tem escondidas. Facilmente um dos melhores jogos de PS4.

Metal Gear Solid V

Divulgação: Konami

Metal Gear Solid V pode parecer corrido no seu ato final, mas o último jogo de Hideo Kojima traz uma ótima trama, uma jogabilidade excelente e personagens extremamente carismáticos.

Sabe-se lá que vai acontecer com a franquia depois da saída do lendário designer da Konami, mas se esse for seu último capítulo, ele valeu a pena.

Red Dead Redemption 2

Divulgação: Rockstar Games

Red Dead Redemption 2 é um jogo que agradará todos os fãs da franquia e todos os fãs da Rockstar. Com uma história marcante e personagens inesquecíveis, o jogo leva o jogador em uma jornada extremamente imersiva ao velho oeste americano. A demora para se fazer certas ações incomoda no início, porém o jogador se acostuma após algumas horas. Com mais de cem horas de conteúdo, o jogo não só é perfeito para aqueles que amam explorar um mundo aberto, como também é perfeito para aqueles que desejam uma história incrível e cinematográfica.

GTA V

Divulgação: Rockstar Games

GTA V já foi lançado mais vezes do que eu consigo contar, mas continua sendo um jogo com uma campanha extremamente divertida e é impressionante o que esse jogo entrega de conteúdo ainda hoje. Isso é claro, sem falar do modo online, que segue sendo atualizado pela Rockstar com conteúdo a todo momento e que é basicamente um jogo à parte hoje em dia.

Diablo III: Ultimate Evil Edition

Divulgação: Blizzard

Diablo 3 provou que a franquia da Blizzard fica até melhor num controle comparado ao mouse e teclado, e a Ultimate Evil Edition de Diablo 3 traz todos os conteúdos lançados para o jogo  num belo pacote que certamente vai agradar e muito os fãs da série.

Hellblade: Senua’s Sacrifice

Divulgação: Ninja Theory
  • Ano de lançamento: 2017
  • Desenvolvedora: Ninja Theory

Hellblade: Senua’s Sacrifice é uma experiência única em termos de narrativa e de imersão. É uma pena o jogo ficar devendo no departamento do gameplay, já que ele se arrasta em muitas partes, principalmente no começo, o que pode acabar fazendo você desistir do jogo antes dele realmente “ficar bom”, mas mesmo quando ele “fica bom”, ele ainda continua pecando nesse equilíbrio entre puzzles arrastados e combates divertidos. Exatamente por isso eu ressalto: o jogo não é para todo mundo, mas se você conseguir passar por cima dos defeitos dele, o game traz uma experiência da qual você dificilmente vai esquecer.

Devil May Cry 5

Divulgação: Capcom

Devil May Cry 5 traz o retorno de uma das franquias mais amadas da Capcom em grande forma. O jogo é basicamente tudo o que os fãs sempre pediram de uma volta de Devil May Cry: o Dante de antigamente, ação incessante, uma história que respeita a mitologia da franquia, inimigos e combos estilosos e muita diversão. Mais do que recomendado como um dos melhores jogos de ação de PS4.

Destiny 2

Divulgação: Bungie

Destiny 2 é a continuação dos melhores jogos de PS4 e apesar dele não ter agradado todo mundo no lançamento, a Bungie foi reinventando a roda, expandindo a franquia e trazendo cada vez mais conteúdo, e hoje em dia esse jogo é um daqueles sugadores de vida que pode muito bem levar uma tarde inteira sua fazendo só mais uma missão se você não se cuidar.

Elden Ring

Divulgação: From Software

Elden Ring é a conclusão de uma trajetória que começou com Dark Souls e Demon’s Souls, ou seja, é um jogo desafiador, com um sistema de combate maravilhoso e com uma escala tão grande e tão recompensadora que vai fazer você passar dezenas de horas em cima dele. As expectativas em cima desse jogo eram imensas, e, honestamente, a From Software mais uma vez mostra porque é uma das melhores desenvolvedoras da atualidade. Elden Ring é facilmente um dos melhores jogos de 2022 e também dessa década.

Dragonball FighterZ

Divulgação: Bandai Namco

Dragonball FighterZ é basicamente o sonho de todo mundo que jogou Mugen nos anos 2000: um jogo de luta 2d de Dragon Ball bonito, extremamente competente e muito divertido que ainda por cima traz uma história que poderia tranquilamente ser um arco de Dragon Ball Super. Facilmente um dos melhores jogos de luta no PS4.

Tunic

  • Ano de lançamento: 2022
  • Desenvolvedora: Finji

Tunic é um belíssimo jogo onde você controla uma simpatica raposinha que deve explorar um mapa, resolver puzzles e enfrentar inimigos. O jogo combina o estilo de gameplay de The Legend of Zelda com mecânicas de morte de Dark Souls, e o resultado é um jogo extremamente divertido e interessante, que certamente merece estar na lista de melhores jogos do Xbox One e Series S e X.

What Remains of Edith Finch

Divulgação: Giant Sparrow
  • Ano de lançamento: 2017
  • Desenvolvedora: Giant Sparrow

What Remains of Edith Finch é um conto de fadas gótico que é ao mesmo tempo caprichoso e macabro. Usando mecânicas de jogo únicas para revelar a infeliz história da árvore genealógica dos Finch, Giant Sparrow evita a queda do segundo ano com um esforço extraordinário que usa a interatividade para colocá-lo dentro das mentes de seu elenco eclético de personagens.

Sekiro: Shadows Die Twice

Divulgação: Activision

Sekiro: Shadows Die Twice é a prova, mais uma vez, de que a From Software consegue pegar as expectativas gigantes dos fãs e entregar tudo o que eles esperavam e ainda mais. O jogo vai te desafiar aos limites, mas é extremamente recompensador e vai te trazer de volta aos dias em que você gritava “TOMA FILHO DUMA *****” quando conseguia passar de algum chefe que decidiu que você iria morrer 25 vezes, incluindo umas três quando faltava um golpe para matá-lo.

Um jogasso que todo mundo tem que jogar pelo menos algumas horas pra dizer se gosta ou não, e na hora que o jogo finalmente clicar, você não vai conseguir mais pensar em outra coisa além dele até chegar no fim do game.

Far Cry 4

Divulgação: Ubisoft

Far Cry 4 é a maior prova de que em time que está jogando bem, o melhor mesmo é não mexer muito no elenco. Usando as bases do que funcionou no terceiro capítulo, o jogo nos levou ao país fictício de Kyrat, dominado pelo líder tirânico Pagan Min. Chegando lá, o protagonista descobre não somente que é filho do ditador, como também é a maior esperança das milícias que lutam contra ele.

O jogo troca ilhas paradisíacas por montanhas nevadas, mas não foge muito do gameplay do jogo anterior — o que não é um problema. Com mais itens, mais missões e recompensas, o jogo novamente pecou por um multiplayer que podia funcionar um pouco melhor e uma história que não agradou todo mundo. No fim das contas, o resultado final foi bastante positivo e mostrou um dos melhores capítulos da série até hoje e certamente um dos melhores jogos de Xbox One e Xbox Series S e X.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade