Este foi o personagem que mais vezes morreu em Dragon Ball Super, e não é quem você está pensando

A morte é algo meio que corriqueiro na franquia Dragon Ball Super, e basicamente todo personagem do anime já morreu uma ou mais vezes.

Mas qual personagem mais morreu dentro do anime? Hoje nós respondemos essa questão, e a resposta não é exatamente a que você esperava.

Atenção: falaremos sobre spoilers de Dragon Ball Super abaixo. Você foi avisado!

Se você respondeu que o Kuririn foi o personagem que mais morreu, você está errado! Ou melhor, você está quase certo, mas a resposta está incompleta, e por isso você levaria um meio certo, ou menos até do que isso.

Desde que o personagem morreu pela primeira vez, ainda em Dragon Ball para Tamborine (um dos lacaios do Rei Piccolo Daimaoh), todo mundo faz piada que ele seria um dos mais fracos personagens e que ele vive morrendo, sendo que ele, de fato, morreu menos vezes até mesmo do que o Yamcha, mas tem gente que morreu tanto quanto ele.

Kuririn morreu exatas três vezes em Dragon Ball, Dragon Ball Z e Dragon Ball Super. A primeira delas foi para Tamborine, ainda em Dragon Ball. Depois disso, ele foi morto por Freeza, e finalmente por Majin Buu quando este explode a Terra.

Teria uma quarta e uma quinta vez, se contarmos ainda as vezes que ele morreu no futuro de Trunks para os Androides 17 e 18, e em Dragon Ball GT, quando o Super Androide 17 mata ele, mas sim, teve gente que morreu tanto quanto ele.

Chaos é um personagem que também morreu pra caramba, e ele está empatado com Kuririn no número de mortes. A primeira morte dele também foi na saga do Rei Piccolo Daimaoh. Depois disso, ele se explodiu tentando matar Nappa, e meio que não deu certo.

Finalmente, ele morre ainda quando Majin Buu explode a Terra, finalizando com três vezes também. Depois disso ele não morre mais porque Tenshinhan simplesmente não deixa ele participar de nenhuma batalha, afinal ele é completamente inútil.

Na linha do tempo de Trunks ele ainda morre mais uma vez, e no filme Dragon Ball GT: O Legado do Herói ele também morre.

Piccolo é o terceiro e último personagem da lista, e ele realmente é a surpresa aqui, afinal de contas, Piccolo é tido como um dos personagens fortes de Dragon Ball Z, ou seja, é bem estranho que ele tenha morrido tanto, mas ele morreu!

A primeira morte de Piccolo foi durante a saga dos Saiyajins, quando Nappa mata ele tentando acertar Gohan com um ataque poderoso que acabou sendo aparado por Piccolo. A segunda morte do personagem foi durante a saga de Majin Buu, quando Kid Buu explode a Terra e todo mundo junto com ela. Finalmente, Piccolo também morre no filme O Retorno de F e também na versão em anime deste filme, contada em Dragon Ball Super.

Obviamente ele também morre na linha do tempo alternativa de Trunks do Futuro, impossibilitando assim que os Guerreiros Z fossem revividos com as Esferas do Dragão.

Mas não para por aqui! Se contarmos Dragon Ball GT, Piccolo morre ainda uma quinta vez, quando ele se sacrifica para restaurar a Terra e evitar que os efeitos das Esferas do Dragão da Estrela Negra acabassem voltando.

Com isso, temos seis mortes de Piccolo, e ele assim termina como o personagem que mais morreu em toda franquia Dragon Ball Super, se contarmos os momentos que não estão no cânone dela, é claro.

O que vocês acharam dessa? Todo mundo chutou que tinha sido o Kuririn, né?

Confira também outras notícias de Dragon Ball Super:

Você pode assistir oficialmente todos os episódios lançados de Dragon Ball Super com legendas em português através da Crunchyroll.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade