Entende o papel simbólico de Ryuk em Death Note

Sendo um das obras mais aclamadas do mundo dos animes e mangás, Death Note possui uma história carregada de simbolismos, principalmente focados na figura de Ryuk, o shinigami que entrega o Death Note para Light Yagami.

Embora seja obvio a representação de Ryuk como a própria morte, já que essa é a função dos Shinigamis na mitologia japonesa, à medida que a história de Death Note vai avançando fica cada vez mais claro que a própria personalidade e inevitabilidade de Ryuk são características inerentes a morte.

Além de permanecer neutro e imparcial perante as ações de Light, Ryuk é invisível para os humanos normais, mas ao mesmo tempo ele parece ser praticamente onipresente, assim como a própria morte, que sem nenhum aviso prévio pode chegar para qualquer um, e independente da sua moral todos um dia serão levados por ela.

O próprio Ryuk afirma que os Shinigamis geralmente não possuem muitos critérios para anotarem o nome das pessoas no seu caderno, escolhendo frequentemente aqueles que possuem mais tempo de vida para prolongarem a sua própria existência. Justamente por isso, Ryuk deixa o seu Death Note cair na Terra para sair do tédio e acompanhar o que um humano faria com esse poder.

No entanto, por mais que Light fosse considerado um dos melhores alunos do Japão, algo que ele não entendeu quando pegou o Death Note é que não há como negociar com a morte, e por mais que Ryuk tenha o “ajudado” em alguns momentos, ele nunca foi o seu verdadeiro aliado.

Curiosamente, no one-shot de Death Note lançado no começo desse ano, temos a adição de uma nova regra em relação à negociação do Death Note, afirmando que o humano que vender o Death morrerá assim que pegar o dinheiro, e o humano que comprá-lo morrerá assim que receber o caderno.

No caso de  Light e Minoru, ambos tentaram de alguma forma manipular a morte para favorecer os seus próprios ideais, e o destino dos dois foi exatamente o mesmo, com Ryuk escrevendo os seus nomes no Death Note.

Escrito por Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata, Death Note acompanha a história de Light Yagami, um brilhante estudante do ensino médio que acaba descobrindo um caderno sobrenatural que possui o poder de matar qualquer pessoa que tenha o seu nome escrito nele.

Além do mangá publicado entre 2003 e 2006, a obra já foi adaptada para anime e mais recentemente até um live-action produzido pela Netflix.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes e sempre atrasado com as séries. O segundo Blizzardboy do Critical Hits.

Este website utiliza cookies