Anime

9 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre Caulifla em Dragon Ball Super

Em Dragon Ball Super, Caulifla é uma saiyajin do Universo 6 que lideram uma pequenta trupe de bandidos e que foi introduzida pela primeira vez no arco do Torneio do Poder.

Acontece que além de ser a primeira saiyjin mulher mostrada na série, ela conta com algumas outras particularidades bem interessantes. Confira abaixo:

Brincos Potara

O que pode parecer apenas estético é na verdade algo de grande poder! Os brincos Potara, como já conhecemos, são uma grande arma no universo de Dragon Ball, permitindo que o usuário possa fundir-se com outra pessoa e aumentar muito o seu próprio poder. Eles também permitem o uso de outra arma poderosa, o Anel do Tempo.

Caulifla ganhou os brincos ao chegar no planeta do Sr. Champa, no Universo 6.

Primeira Super Saiyajin

Caulifla foi a primeira mulher a se transformar não só em Super Saiyajin, mas também em Super Saiyajin 2!

Couve-Flor

Assim como todos os demais saiyjins de Dragon Ball, o nome de Caulifla tem algo a ver com algum tipo de vegetar. No caso de Caulifla – ou “Karifura”, seu nome significa Couve-Flor.

O interessante é que a Couve-Flor é da mesma família botânica que a Couve, que neste caso é “Kale”.

Similaridades com Broly e Paragus

A dupla Kale e Caulifla possuem algumas similaridades com Broly e Paragus. Broly é dependente de Paragus, assim como Kale parece ser dependente de Caulifla. Quando Broly e Kale perdem a sanidade, acabam atingindo um poder lendário de Super Saiyjin e seu cabelo assume tons esverdeados.

No Mangá as coisas são diferentes

No anime vemos que Kale e Caulifla possuem uma relação muito próxima, interagindo constantemente e com muita confiança.

Contudo no mangá as coisas são um pouco diferentes e esta confiança não existe! Na verdade, Kale é recrutada por Cabba para fazer parte da gangue de Caulifla, e acaba recebendo orientações para tratar o Torneio do Poder como se fosse um período de férias, uma vez que Caulifla ainda não confiava plenamente em seus poderes.

Já apareceu em alguns jogos da série

Seja através de referências claras ou indiretas, Caulifla já deu cas caras em pelo menos seis jogos baseados em Dragon Ball. O primeiros deles foi Dragon Ball Z: Dokkan Batlle de 2015, onde ela aparece na forma Super Saiyajin 2.

Sua fusão dura apenas 60 minutos

A fusão entre Kale e Caulifla – Kefla – dura apenas 60 minutos, e esse tempo fica ainda menor caso ocorram mais transformações enquanto a fusão esta ativa.

Sua técnica de assinatura lembra bastante o Kamehameha

A técnica de assinatura de Caulifla tem algumas similaridades com o Kamehameha de Goku. Através dela, Caulifla consegue disparar feixes de energia vermelha em seus oponentes, e a forma que seus dedos assumem é bastante parecida com o Atomic Kamehameha de Gogeta em Dragon Ball GT.

Foi criada para dar suporte à Kale

O diretor da série, Ryota Nakamura, deu entrevistas afirmando que a ideia inicial era de que Caulifla somente fosse uma personagem de suporte para Kale, algo que acabou não acontecendo.

Quando Kale foi criada, a ideia era dar destaque para saiyajins femininas, e quando perceberam, Caulifla tinha quase tanto destaque quanto Kale.

Confira também:

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas. Este novo inimigo tem como objetivo fortalecer-se e então consumir a energia de todo o universo.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade