Categorias: Cinema e TV

Entenda porquê Jane Foster será a nova Thor no quarto filme da saga

A San Diego Comic-Con, realizada durante o último final de semana nos Estados Unidos, reservou algumas boas surpresas para os fãs da Marvel, e a certeza que o MCU (Universo Cinematográfico Marvel) vai permanecer forte mesmo após a morte do Homem-de-Ferro e a aposentadoria do Capitão América.

Uma das novidades, foi a revelação de que Jane Foster (Natalie Portman) retornará para o quarto filme da franquia Thor e será a protagonista do longa, assumindo inclusive o manto do Deus do Trovão. Mas, por que isso vai acontecer?

Como vimos no final de Vingadores: Ultimato, após derrotar Thanos e restaurar os efeitos do estalo do Titã Louco, Thor Odinson deixou o comando de Nova Asgard para Valquíria e partiu em uma jornada interestelar ao lado dos Guardiões da Galáxia, deixando para trás o manto de Deus do Trovão.

Com isso é possível que um arco bastante famoso das HQs seja adaptado para se encaixar no MCU: Pecado Original, Thor Indigno e A Poderosa Thor. Neles, Thor se torna indigno de empunhar o Mjolnir por conta do assassinato de Uato, o Vidente. Dessa forma ele também perde parte de seus poderes e começa a buscar uma forma de voltar e ser digno.

Por conta disso, a notícia de que Thor tinha se tornado indigno viajou pelo universo e chegou até os Gigantes de Gelo, fazendo com que estes coordenassem um ataque à Terra ao lado de Malekith. Eles derrotam facilmente Thor e capturam os Vingadores, mantendo-os aprisionados.

Dessa forma, o Mjolnir encontra uma nova alma digna de empunhá-lo e de adquirir os seus poderes: Jane Foster. Ela consegue derrotar Malekith e os Gigantes de Gelo, mas acaba morrendo após obter sua vitória.

Antes de assumir Mjolnir e seus poderes, Jane estava se tratando contra um câncer através da quimioterapia. Ao empunhar o martelo mágico, todas as substâncias químicas eram expurgadas do corpo de Jane, incluindo os remédios contra o câncer. Dessa forma a cada vez que ela tinha que assumir a identidade de Thor seu corpo mortal sucumbia mais ao câncer. Apesar disso, ela entendeu que deveria fazer esse sacrifício, o que mais do que provou que ela era digna.

Taika Waititi, que dirigira Thor: Love and Thunder, é aficcionado pelo arco composto pelas três HQs citadas alguns parágrafos acima, e um dos roteiristas dessa saga, Jason Aaron, celebrou ao ver o anúncio de Jane Foster como Thor no cinema. Então, é muito provável que Taika de fato adapte esse arco.

Algumas questões ficam para serem respondidas: qual será o papel de Thor Odinson na saga? Como Thor aparecerá, já que ao final de Vingadores: Ultimato ele partiu em uma jornada com os Guardiões? E como Jane empunhará o Mjolnir? Já que ele foi destruído por Hela em Thor: Ragnarok, e o Capitão América devolveu o Mjolnir que Thor roubou da realidade alternativa criada pela viagem através do Reino Quântico?

Bem, considerando que Thor: Love and Thunder será lançado somente no final de 2021, muita coisa pode acontecer nos demais filmes da Marvel e nas séries que vão rolar até lá. Até porque teremos um filme que provavelmente vai mexer com o multiverso: Doutor Estranho 2.

Este website utiliza cookies