Entenda o final de Coringa

O TEXTO ABAIXO POSSUI SPOILERS DE CORINGA

Assim como a própria construção do filme, o final de Coringa é extremamente ambíguo e interpretativo. Tudo que aconteceu foi real? O que foi inventado da cabeça de Arthur Fleck? Ele é realmente filho de Thomas Wayne? Ou tudo não passou de uma grande piada?

Todas essas perguntas são propositalmente deixadas pelo diretor Todd Phillips, mas hoje tentaremos explicar o que o final de Coringa representa e quais interpretações podem ser enxergadas.

Indo logo para a cena final do longa, vemos Arthur Fleck em um hospício que provavelmente é o Asilo Arkham, onde ele está em uma sala totalmente branca e conversando com uma psiquiatra. Nesse breve diálogo, Arthur repentinamente começa a rir, mas quando indagado sobre o motivo do seu sorriso, ele apenas reponde para a terapeuta que se trata de uma piada que ela não entenderia.

Essa fala, que também possa ser direcionada também aos espectadores, deixa subentendido que talvez todo o filme que vimos seja justamente a sua grande piada ou que talvez partes dessa história tenham sido inventadas pela sua própria cabeça. Em seguida, vemos apenas os pés de Arthur sujos de sangue, indicando que ele provavelmente matou a psiquiatra, e o filme acaba com o Coringa sendo perseguido por um enfermeiro.

No entanto, se considerarmos que tudo não foi apenas uma grande invenção, podemos entrar na questão da paternidade de Thomas Wayne, já que está também é uma pergunta deixada em aberto. Embora Arthur tenha ido ao Asilo Arkham e visto no registro da sua mãe que ele realmente tinha sido adotado, existe algumas falhas nessa narrativa.

A primeira delas ocorre já no último ato, um pouco antes da sua “transformação” total no Coringa, quando Arthur pega uma foto da sua mãe e na parte de trás está escrito “Love T.W”, indicando que talvez Penny Fleck realmente tenha tido um caso com Thomas Wayne, e aqueles papéis do Asilo Arkham tenham sido forjados, assim como a própria Penny afirma ter sido obrigada a assinar diversos documentos.

Além disso, outro momento que coloca mais dúvidas nessa história ocorre quando Arthur encontra pela primeira vez o jovem Bruce Wayne. Nessa cena, o Alfred aparece e fica espantado ao saber que a pessoa que estava falando com Bruce era filho da Penny Fleck. Ou seja, se a história fosse apenas uma completa mentira, não haveria motivo para o Alfred reagir dessa forma.

De qualquer forma, essa e as de mais perguntas deixadas pela história são feitas justamente para que cada espectador tenha a sua própria versão, com todas elas sendo verdadeiras e falsas ao mesmo tempo, como é a própria origem do vilão.

Coringa estrou no dia 3 de outubro e você pode conferir a nossa crítica aqui.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade