Categorias: AnimeCinema e TV

Editor de Dragon Ball Super revela o motivo da adaptação live-action ter sido tão ruim

Quando se trata de adaptações live-action baseadas em animes, o histórico das produções de Hollywood definitivamente é o pior possível. Embora recentemente Detetive Pikachu tenha agradado bastante os fãs, o filme realmente é uma agradável exceção em um mar de adaptações duvidosas, cuja uma das mais odiadas é Dragonball Evolution.

Lançado em 2009, é simplesmente impossível defender esse filme e até hoje muitos ainda se perguntam como uma franquia mundialmente reconhecida como Dragon Ball acabou tendo uma adaptação de tão baixa qualidade.

Para tentarmos entender um pouco mais sobre como esse desastre aconteceu, recentemente um usuário do Twitter conhecido como @Ochimusha108 traduziu uma entrevista do site japonês Biglobe com Kazuhiko Torishima, o primeiro editor do mangá de Dragon Ball e que trabalhou de perto com Akira Toriyama.

Torishima fala que assim como os fãs, ele também ficou surpreendido quando viu no que a adaptação tinha se tornado. Ao discutir o assunto com os advogados, ele descobriu que Toriyama não teve qualquer influência sobre a produção e para que isso ocorresse o criador de Dragon Ball precisaria investir cerca de US$ 45 milhões.

Torishima ainda afirma que mesmo que soubesse disso na época, não teria sido capaz de concordar com tal acordo. Mas agora, que tendo conhecimento do fracasso que o filme foi, provavelmente pagaria esse valor em um piscar de olhos.

Assim, como já era de se imaginar, nem Toriyama e nem a Shueisha tiveram controle criativo sobre Dragonball Evolution, e provavelmente esse foi um dos principais elementos para o desastre do filme. A parte ruim disso tudo é que os fãs da franquia ficaram tão traumatizados com o resultado, que possivelmente outra tentativa de live-action de Dragon Ball ainda vá demorar para acontecer.

Este website utiliza cookies