Por que Dragon Ball Super não possui sangue nem mutilações?

Apesar da fase original de Dragon Ball não ser muito tímida na hora de mostrar sangue e ferimentos, Dragon Ball Z elevou a violência dos combates ao limite do que era possível justificar em um entretenimento para crianças. Mortes, perfurações no torso e desmembramento se tornaram comuns, principalmente na reta final da série. Mas tudo isso mudou em Dragon Ball Super.

Pra ser honesto, essa mudança já era visível em GT, mas a gente não fala de GT por aqui.

A razão para essa violência ter diminuído é que houve uma grande mudança no código de distribuição da TV japonesa, que passou a limitar a quantidade de sangue.

Segundo Natoshi Shida, animador e produtor da Toei, “No passado não havia problema [mostrar cenas com sangue], mas nestes anos recentes, o sangue foi banido pelo código de distribuição do da TV.”

A maior razão para isso é o público alvo de Dragon Ball Super: crianças.

E embora nós, fãs mais antigos, acabamos ficando na mão, é uma decisão razoável e obriga a série a ser mais criativa na hora de demonstrar consequências das lutas. Não que Super tenha feito isso bem… Mas a chance existiu.

A mudança não aconteceu exatamente em Super. Em Dragon Ball Kai, uma versão com menos filler de Z que passou alguns anos atrás, algumas cenas icônicas mudaram para conter menos violência.

O arco mais recente do mangá de Super, porém, apresenta momentos de maior violência com o vilão Moro, o que talvez reflita na animação da saga.

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas. Este novo inimigo tem como objetivo fortalecer-se e então consumir a energia de todo o universo.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Publicado por