Novo pedido de estado de emergência no Japão pode afetar o cronograma de animes como Boruto, One Piece e Shingeki no Kyojin

Com o número de casos de coronavírus atingindo recordes no Japão nos últimos dias, o país vive a iminência de um novo estado de emergência, que consequentemente pode afetar a indústria de animes e mangás.

Assim, por mais que o governo ainda esteja relutante em pedir o estado de emergência, nesta segunda-feira (04), os governadores de Tóquio, Saitama, Chiba e Kanagawa já anunciaram um plano em conjunto para frear a disseminação do vírus, com algumas medidas restritivas que serão válidas até o final de janeiro (via NHK).

No plano, a principal recomendação é que os residentes em Tóquio e nas três prefeituras vizinhas evitem passeios não essenciais após as 20h. Além disso, bares, restaurantes e karaokês deverão fechar às 20h, e não poderão vender bebidas alcoólicas a partir das 19h. 

Caso essas medidas não sejam suficientes e o país precise declarar estado de emergência, podemos ter um cenário parecido com o que aconteceu em abril de 2020, quando diversos animes foram adiados e outros entraram em hiato por alguns meses, como Boruto, Black Clover e One Piece.

No entanto, o impacto dessa vez pode ser um pouco menor, já que nesse período muitos estúdios adaptaram os seus processos de produção para serem realizados quase de forma totalmente remota.

Confira também:

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade