Categorias: Anime

Jiraya pode ainda estar vivo no mundo de Boruto: Naruto Next Generations

O anime de Boruto finalmente está no arco do Exame Chunin, porém seu mangá também está a todo vapor. O último capítulo do mangá mostrou um grande confronto entre o Time 7 e um vilão misterioso, que talvez possa ser um dos personagens mais importantes da história de Naruto.

O capítulo 23 do mangá de Boruto foi lançado recentemente, e ele trouxe muitas surpresas. Não só foi revelada a morte de Ao, como também novas pistas sobre a identidade de Kashin Koji foram introduzidas, incluindo algumas de suas técnicas. O homem mascarado foi introduzido há algum tempo, porém só recentemente os fãs começaram a compará-lo com Jiraiya.

Apesar de sua identidade ser um mistério, muitos fãs estão começando a acreditar que Kashin Koji possa ser Jiraya, e existem alguns motivos para esta comparação. Para começar, o vilão conhece muitos jutsus de Konoha, chegando até mesmo a usar a invocação de Sapos, uma técnica que era a marca registrada de Jiraiya, e somente aqueles próximos do Eremita são capazes de fazer este tipo de invocação.

Além disto, Kashin é capaz de usar o Rasengan perfeitamente. O principal jutsu de Naruto durante suas aventuras foi criado por seu pai, o Quarto Hokage, e Jiraiya era um dos poucos que sabia usá-lo. Até mesmo nos dias de hoje os usuários do Rasengan são escassos, e segundo Konohamaru (que é capaz de usar o Jutsu), o Rasengan usado por Kashin foi realizado sem nenhuma ajuda externa, o que quer dizer que alguém precisou ensinar a técnica ao vilão.

Por último, o próprio Kashin já confirmou que possui uma conexão com Konoha, dizendo que seu destino ainda está ligado ao futuro da vila. Todas estas revelações sugerem fortemente que Kashin Koji seja na verdade Jiraiya, apesar do ninja ter morrido em sua luta contra os Pains, na Vila da Chuva. Como seu corpo nunca foi recuperado daquela vila, é possível que o Eremita tenha sido revivido por outra pessoa, e a possibilidade dele ter sobrevivido ao ataque conjunto dos Pains também existe.

Disqus Comments Loading...

Este website utiliza cookies