Fã de My Hero Academia mostra porque você não deve criticar a arte do mangá antes de ler a obra original

Infelizmente não é todo mundo que consegue por as mãos nos capítulos de seu mangá favorito, a medida que eles vão sendo lançados no Japão. Muitas vezes somos obrigados a aguardar até que a versão nacional seja compilada e lançada, o que costuma demorar um pouquinho.

Para vencer a ansiedade, muitos fãs acabam recorrendo aos famosos scams – e não estamos aqui para julgar ninguém. Mas o problema é quando estes mesmos fãs resolvem criticar aspectos visuais da obra, baseando-se somente naquilo que viram na versão escaneada, o que convenhamos, não faz muito sentido.

Para ilustrar melhor o que estamos falando, o usuário @supernova0114 resolveu compartilhar no Reddit as diferenças entre a versão original e a escaneada, mostrando como é perceptível a perda de qualidade de uma mídia para a outra.

Por isso, destacamos que sempre que você puder, compre a obra original! Além de contribuir com a sua série favorita, você também terá acesso à um material com qualidade superior e definitiva.

Confira também:

My Hero Academia começou a ser publicado por Kohei Horikoshi em 2014 e é um dos mangás mais vendidos da atualidade.

As histórias de Izuku Midoriya e seus amigos são lançadas semanalmente no Japão. Além disso, o anime conta com três temporadas completas e uma em exibição no momento.

Nesta quarta temporada, vemos o crescimento de Izuku Midoriya e uma grande ameaça, os Yakuzas liderados por Overhaul.

O anime pode ser assistido na íntegra no Crunchyroll, em japonês com legendas em português.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

João Víctor Sartor

João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.

Publicado por