Categorias: Anime

Este é o motivo pelo qual Whis estava sorrindo misteriosamente com a vitória de Gogeta sobre Broly em Dragon Ball Super: Broly

De certo modo, Dragon Ball Super: Broly foi uma resposta para as críticas mais recorrentes dos fãs a série Super: a mudança do estilo da arte e as batalhas que pareciam ser menos criativas e mais preguiçosas, se comparados com Dragon Ball Z.

Finalmente tivemos uma batalha à altura dos estandartes da nossa nostalgia coletiva, uma vez que sim, DBS não é lá o anime mais bem feito do mundo, DBZ também tinha seus momentos ruins, mas nós nos lembramos só dos bons e aí nossa crítica ao novo se torna um pouco mais injusta.

Essa batalha, protagonizada por Broly, envolveu quase 1h de porradaria entre o lendário Saiyajin contra Vegeta, depois Goku, depois Freeza e por fim Gogeta.

O guerreiro resultado da fusão em sua forma Super Saiyajin Blue foi demais até para um ensandecido Broly, que foi salvo de um kamehameha derradeiro por um pedido à Shenlong já aos 45 do segundo tempo (54 do segundo tempo, se você tiver usando como referência algum jogo do Palmeiras no Brasileirão 2019).

Um pouco antes do salvamento, temos uma cena onde Whis, o Anjo assistente do Deus da Destruição Beerus, está sorrindo misteriosamente com a eventual derrota de Broly. A batalha não oferecia grandes perigos a Whis, o resultado muito menos. Por que diabos Whis estaria tão satisfeito com isso?

Ao final do filme, Goku afirma que Broly é possivelmente mais forte que Beerus. E nessa batalha, não só Goku ficou próximo de atingir novamente o Instinto Superior, indicando sua evolução como guerreiro, como os poderes combinados de Gogeta foram o suficiente para derrotar o Lendário Super Saiyajin.

Isso significa que Gogeta teria ultrapassado os poderes de Beerus e que o potencial dos Saiyajins continua sem ter um limite definido. O interesse de Whis em um novo Deus da Destruição pode ser a razão para esse sorriso confiante.

Outra possível interpretação é que Whis pode ter ficado feliz com algum guerreiro do Universo 7 com poder a ponto de criar um combate mais desafiante para o Anjo – que é tão poderoso que nem mesmo Beerus podia o desafiar.

Por fim, Whis pode estar simplesmente satisfeito de Broly ser removido como uma ameaça. Mesmo que ele não ofereça perigo ao Anjo especificamente, os poderes de Broly são o suficiente para que ele mexa com o espaço-tempo e até crie uma dimensão paralela e a destrua e sua classe de poder o coloca firmemente como um destruidor universal.

Whis poderia sair incólume de um ataque ensandecido, mas Broly poderia destruir as criaturas e planetas, tirando de Whis suas comidas favoritas, por exemplo. E ver essa força descontrolada ter um limitador controlado pode ter sido o suficiente para alegrar Whis.

No final das contas, estamos ainda para acompanhar o desenvolvimento da história de Dragon Ball Super após o filme de Broly, o que poderia explicar mais das motivações de Whis e do restante dos Anjos.

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Atualmente, a história continua no mangá, além do filme Dragon Ball Super: Broly lançado no começo do ano e também de um novo filme que está em estágio inicial de produção pela Toei.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Este website utiliza cookies