Anime

Criador de Attack on Titan fala sobre as decisões que tomou no final do mangá

Embora Attack on Titan seja uma série de enorme sucesso, a recente finalização do seu mangá dividiu bastante os fãs, com muitos ficando insatisfeitos pela forma como a história acabou e pelas decisões tomadas por Hajime Isayama nesse desfecho.

Agora, em uma recente entrevista lançada no sumário da Bessatsu Shonen Magazine, revista que publicou Attack on Titan por mais de 11 anos, Isayama comentou sobre alguns pontos desse final, inclusive que originalmente ele havia desenhado o último capítulo de outra forma (via @kasumi_kasa).

“O primeiro rascunho do último capítulo que desenhei tinha a última página dividida em cerca de cinco painéis, mas tive a sensação de que não consegui fazer da forma certa. Naquela época, a última página era uma cena dos três (Eren, Mikasa e Armin) correndo em direção a uma colina. Depois de uma reunião com o editor responsável, Shintaro Kawakubo, e os demais, decidi mudar às pressas, e o resultado é a versão que saiu na edição de maio da Bessatsu Magazine.”

Isayama ainda complementa afirmando que por causa da limitação de páginas da revista, ele precisou remover algumas coisas, mas essas páginas adicionais estarão inclusas no último volume.

“Na Bessatsu Magazine, o limite é de 51 páginas por capítulo, mas no volume eu posso adicionar mais 8 páginas, então quero finalizar a última parte da história, o que não consegui fazer na revista.”

Sobre a reação dos fãs, Isayama admite que em alguns pontos foi imaturo ao desenhar, especialmente na conversa de Armin e Eren, onde deu a entender que Armin aprovava o genocídio cometido pelo seu amigo.

“Tenho conferido as reações à história com todas as minhas forças. Minha opinião honesta é correta tanto quanto há pessoas. Acho que da forma como foi desenhado, pode ser confundido como se Armin tivesse aprovando o massacre. Porque eu acho que a forma como desenhei foi imatura. Embora Armin não tenha aprovado as ações horríveis de Eren, ele se beneficiou pelo massacre independente das suas intenções.”

“Quando Armin se despediu de Eren pela última vez, com ele não podendo ser compreendido por ninguém, ele queria se aproximar de Eren o máximo possível, dizendo para ele, ‘Obrigado por ser um assassino’”.

Isayama também reconhece que teve dificuldades em desenvolver melhor os temas nesse trecho final da sua obra, afirmando que estava um pouco confiante demais que conseguiria agradar a todos.

“A última parte da história me fez perceber que era um tema particularmente difícil para eu desenhar, e eu realmente lamento não ter conseguido me expressar corretamente no mangá. Depois de onze anos e meio de trabalho, quando terminei o último capítulo, realmente pensei que seria capaz de deixar todos felizes, mas acho que estava confiante demais. Me desculpem aqueles que ficaram decepcionados comigo, mas me apoiaram até o final.”

No fim da entrevista, Isayama ainda deixa uma mensagem de agradecimento aos leitores do seu mangá.

“Através de Attack on Titan, consegui me conectar com mais pessoas do que jamais poderia imaginar. Fiquei muito feliz por poder passar um tempo com leitores que nunca teria experimentado se tivesse uma vida normal. Além disso, agora que a série acabou e eu estou livre, quero andar por uma cidade pequena com um copo de saquê na minha mão. Acho que é isso que significa liberdade.”

Sobre o futuro de Attack on Titan, enquanto o seu último volume com essas páginas adicionais será lançado no Japão no dia 9 de junho, a segunda parte da temporada final do seu anime chega no começo de 2022.

Você pode assistir oficialmente todas as temporadas do anime de Attack on Titan com legendas em português através da Crunchyroll.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Confira também outras notícias de Attack on Titan:

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade