Afinal, por que Zamasu não criou um Gohan Black em Dragon Ball Super?

O anime de Dragon Ball Super só foi ficar realmente legal durante o arco de Goku Black. Com animações melhores que as recontagens de Batalha dos Deuses e Ressureição F e com um vilão inovador (pra série), esse arco foi um dos principais responsáveis pelo renascimento da franquia. Mas porque Goku Black e não Gohan Black?

Caso você não se lembre, esse arco se passa na linha do tempo do Trunks do Futuro. Não sendo bastante catastrófico o evento dos Androides que quase destruiu o mundo, essa versão do universo de Dragon Ball ainda teve que enfrentar a terrível ameaça de Goku Black.

Esse vilão era nada menos que Zamasu, um Kaioshin que utilizou as Super Esferas do Dragão para tomar o corpo de Goku e viajar através do tempo e das dimensões até encontrar uma dimensão onde Beerus estivesse morto.

A dimensão encontrada foi a do Trunks do Futuro, onde Shin morreu e, com isso, também o Deus da Destruição. Ele então se alia com o Zamasu dessa linha do tempo e os dois entram em guerra contra todos os mortais e seus protetores.

Mas enquanto a escolha de Zamasu por Goku é interessante, não seria ainda melhor que ele escolhesse Gohan? Afinal de contas, mesmo com os poderes divinos alcançados por Goku e Vegeta, Gohan segue como o guerreiro de maior potencial da série.

Ver uma versão vilanesca de Gohan também poderia ser interessante.

Cronologicamente, o arco de Goku Black se passa antes da Ressureição F. E, nesse ponto, Gohan estava muito longe de sua melhor forma física. Tanto que ele é instantaneamente zerado por Freeza.

Ou seja, o corpo de Gohan não ofereceria os mesmos poderes imediatos à Zamasu.

Outra razão pela escolha de Goku é a rixa pessoal de Zamasu com o herói.

No anime, Zamasu presenciou o torneio entre os Universos 6 e 7. Ou seja, ele viu — e se horrorizou com — Goku demonstrando poderes divinos mesmo sendo um mero mortal.

E com o vilão acreditando que a Deuses são criaturas superiores aos mortais, isso o ofendeu profundamente.

Já no mangá, Zamasu descobre que Goku derrotou Majin Buu — uma maquina de destruição e caos que derrotou o maior de todos os Kaiohshins (e todos os outros da mesma época) há cinco milhões de anos.

Ambas as versões acabam com Zamasu indo descobrir mais sobre Goku e as Super Esferas do Dragão e desenvolvendo o plano que resultaria na criação de Goku Black e no Zamasu imortal do futuro.

Ou seja, em nenhuma das versões o vilão sequer fica sabendo da existência de Gohan.

A única coisa que ele sabe é que Goku atingiu poderes de um deus sendo um mortal, algo que Zamasu vê como extremamente errado e até perigoso.

Dessa forma, embora um “Gohan Black” fosse possivelmente ainda mais perigoso que um Goku Black, essa escolha jamais passou pela cabeça do vilão.

Confira também

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas. Este novo inimigo tem como objetivo fortalecer-se e então consumir a energia de todo o universo.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade