Categorias: Reviews

The Vanishing of Ethan Carter – Review

Acho que nunca vou conseguir me decidir entre o que gosto mais: videogames ou séries/filmes. E quando jogos como, por exemplo, The Last of Us e The Walking Dead, conseguem misturar esses dois mundos de forma tão primorosa e ainda entregar uma experiência de jogo incrível, isso faz eu me lembrar porque passo tanto tempo da minha vida me dedicando a essas maravilhosas formas de entretenimento (ao ponto de até escrever sobre elas na internet). Pois então, The Vanishing of Ethan Carter também é um desses jogos. Mas vamos começar do começo.

The Vanishing of Ethan Carter é um jogo indie para PC de mundo-aberto em primeira-pessoa. The Astronauts, o estúdio responsável pelo jogo, é formado por alguns ex-empregados do antigo People Can Fly (Bulletstorm, Gears of War: Judgment), que agora pertence à Epic Games.

No jogo você controla Paul Prospero, um detetive que possui algumas habilidades místicas e recebe uma carta de um garoto, Ethan Carter, o qual está desaparecido. Daí o nome do jogo. Paul então vai para a região de Red Creek Valley começar sua investigação e se vê no meio de alguns casos de assassinatos e acontecimentos estranhos envolvendo a família de Ethan, que parecem estar ligados de alguma forma ao desaparecimento do garoto.

Não sei como contar mais sobre a história do jogo sem dar spoilers, mas posso dizer que o jogo trata sobre o próprio ato de criar histórias e possui um dos finais mais surpreendentes e abertos a interpretação que já vi em qualquer lugar. Se você for uma pessoa muito atenta, é capaz que você tenha ideia do que está acontecendo em Red Creek Valley logo nos primeiros minutos do jogo, mas acho bem difícil que você chegue ao final sem se surpreender.

Mas nem só de enredo vive um jogo. The Vanishing of Ethan Carter, além de tudo, consegue ser um dos jogos mais lindos que já vi na vida. Eu vou só deixar vocês com alguns screenshots que eu tirei do meu notebook para vocês terem uma ideia e imaginarem como o jogo deve ficar ainda mais bonito em um computador mais potente.

A trilha sonora também é maravilhosa, casa muito bem com o clima bucólico, lindo e violento que permeia o jogo. A jogabilidade não tem nenhum segredo e responde bem, você interage com alguns objetos, anda/corre, dá zoom, etc.

Se você leu até aqui e não pulou para o resumo, vou te recompensar dizendo que quando você chegar em uma cena de crime, você precisa achar todas as peças relacionadas ao crime para poder desvendá-lo, senão você não vai ter “uma visão completa” sobre ele. Caso você jogue você vai entender.

Por fim, o jogo ainda possui alguns, porém muito interessantes, puzzles, com destaque para um onde você tem que montar uma casa, o que não seria um grande desafio se você não estivesse dentro dela. The Vanishing of Ethan Carter não é grande nem muito difícil, você não tem que resolver todos os seus enigmas para chegar à parte final dele, a não ser que você queira ver como o jogo realmente termina, o que eu espero que seja a sua vontade, levando em conta tudo que já falei sobre a sua história.

Review elaborado usando a versão de PC. Jogo comprado pelo autor da postagem.

Resumo para os preguiçosos

The Vanishing of Ethan Carter é um jogo misterioso onde você controla um detetive investigando o desaparecimento de um garoto e mais alguns acontecimentos estranhos em uma região. O jogo é, sem dúvida, um dos melhores indies lançados nos últimos anos e tem um enredo digno de livros de mistérios. Caso você tenha interesse por jogos onde a história não é deixada de lado, mas sim vista como um ponto forte, você não pode deixar de conferir The Vanishing of Ethan Carter, mesmo.

Nota final

90
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Gráficos lindos
  • Enredo
  • Puzzles

Contras

  • Pode ser um pouco confuso
  • Duração muito curta

Este website utiliza cookies