Xbox – Phil Spencer diz que abordagem da Microsoft não é vender mais consoles que a concorrência

Com o Xbox Series X cada vez mais próximo do lançamento, é natural que a Microsoft esteja focada no marketing derivado da marca. Com isso, diversas entrevistas e novidades tem sido partilhadas nos últimos dias, incluindo declarações do chefe da divisão Xbox – Phil Spencer.

Recentemente, outra entrevista envolvendo Spencer, acabou por render ainda mais assunto sobre o futuro do Xbox como um ecossistema de jogos. Em determinado momento, o chefe da divisão Xbox comentou sobre a abordagem da Microsoft quanto à indústria, e salientou que está fazendo algo diferente dos demais concorrentes. Durante este comentário, Phil Spencer ressaltou que a abordagem da marca não é realizar o mesmo que os competidores, e focar essencialmente na venda de consoles.

Se [vender mais consoles que Sony e Nintendo] fosse nossa abordagem, não colocaríamos nossos jogos no PC“, disse Spencer. “Não colocaríamos nossos jogos no Xbox One, não faríamos o xCloud e permitiríamos que as pessoas jogassem em seus telefones. Quantos consoles eu vendo, contra quantos consoles outra empresa vende“, acrescentou. “Sony ou Nintendo, ou outras empresas no passado, essa não é a nossa abordagem.

Tais comentários surgiram durante o programa Animal Talking, de Gary Whitta.

A declaração de Phil Spencer serve para denotar o momento atual em que se situa a marca Xbox. Embora o Series X esteja a caminho este ano, ainda sim, não parece haver necessidade emergente de trocar seu console. E isso porque, como bem sabemos, o Xbox One ainda receberá conteúdo por (pelo menos) 1 ano. Jogos como Fable, Avowed, State of Decay 3 e outros, estão distantes do lançamento, e por consequência, serão disponibilizados diretamente para a nova plataforma.

Após o adiamento de Halo Infinite, resta descobrir como a Microsoft preencherá a lacuna deixada pelo grande exclusivo do ano. Ao que tudo indica, o Game Pass será um forte aliado no que diz respeito a conteúdo para o Series X, especialmente durante seu lançamento oficial – que ocorrerá em Novembro.

Guru

Guru é o cara que não sabe falar sobre outra coisa além de jogos e consoles. Ansioso pela nova geração, ele sonha ininterruptamente com o retorno de God Hand, Viewtiful Joe, Captain Comando e outros clássicos de porradinha sem freio. Possui um histórico considerável de vazamentos, rumores e teorias sem sentido que geram uma boa discussão.