Ex-funcionário da Rockstar afirma que “era como trabalhar com uma arma apontada para a sua cabeça”

Nos últimos dias a Rockstar tem sido alvo de uma grande polêmica, que começou após Dan Houser, um dos fundadores do estúdio, afirmar em entrevista ao site Vulture, que durante várias semanas do desenvolvimento de Red Dead Redemption 2 alguns funcionários trabalharam cerca de 100 horas por semana.

Obviamente essa declaração não foi muito bem recebida e um dia depois Houser publicou um esclarecimento, afirmando que apenas ele e mais três colegas trabalharam nessa jornada na reta final do desenvolvimento, pois sentiam a necessidade de verificar se tudo estava saindo como planejado.

No entanto, mesmo com esse esclarecimento, parece que condições de trabalho da Rockstar sempre foram problemáticas. Ontem (16) o jornalista do Kotaku, Jason Schreier, revelou em seu Twitter que estava trabalhando em um artigo sobre as condições de trabalhando na Rockstar e deixou o seu contato para qualquer funcionário ou ex-funcionário da empresa que se sinta confortável em compartilhar a sua experiência trabalhando no estúdio.

Horas depois, o desenvolvedor Job J Stauffer, que trabalhou na Rockstar na época de GTA IV, manifestou alguns comentários no mínimo perturbadores sobre as suas condições de trabalho na empresa.

“Já faz quase uma década desde que eu saí da Rockstar, mas posso garantir que durante a era GTA IV, era como trabalhar com uma arma apontada para a sua cabeça durante 7 dias por semana. ‘Esteja aqui sábado e domingo também, apenas no caso de Sam [Houser] ou Dan [Houser] aparecerem aqui. Eles querem ver todos trabalhando tão duro quanto eles.”

“Houve uma vez em 2008 ou 2009 em que eu estava legitimamente gripado. Precisava de um dia de folga. Fui para o medico e comprei o remédio receitado por ele, mas acabei tendo uma reação alérgica, tuitei a foto, e em seguida, recebi uma reclamação por não ter ido ao trabalho e ao invés disso ‘ficar brincando no Twitter’.”

A Rockstar ainda não se pronunciou sobre essas alegações.

O relato de Stauffer infelizmente é compatível com outras histórias que já ouvimos de diversos desenvolvedores do mais variados estúdios, jornadas de trabalho gigantescas não remuneradas adequadamente e excessivos crunchs perto da data de lançamento. Essa realidade da indústria dos games não só está afastando profissionais da área de desenvolvimento de jogos, como também tornará em breve a própria indústria insustentável.

Red Dead Redemption 2 se passará antes do primeiro game, mostrando a trajetória de Arthur Morgan e da Dutch’s Gang após um assalto que deu errado na cidade de Blackwater. O grupo então precisa lutar para fugir dos agentes federais e dos melhores caçadores de recompensas do velho oeste.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.