Epic Games abre processo contra Apple, por alegações de práticas anti-consumidor

Hoje (13) é um dia conturbado para os jogadores de Fortnite no iOS e membros das empresas Epic Games e Apple. Após uma atualização adicionar um novo elemento de compra que “burla” o sistema de pagamentos da plataforma iOS, a Apple optou por remover Fortnite de sua loja de aplicativos. Evidentemente, o caso ganhou grande repercussão, e atualmente é um dos assuntos mais comentados do dia.

No entanto, a situação acaba de tomar outro rumo drástico, envolvendo uma batalha judicial entre Epic Games e Apple. Através da conta oficial de Fortnite no Twitter, foi publicada uma nota que oficializa a tomada de ações legais contra as atitudes da Apple. No tweet em questão, é possível encontrar um dossiê massivo, que inclui todas as medidas aplicadas até então e um contexto geral referente ao assunto. Em meio ao tópico “Natureza da Causa“, foi informado um segmento que consta os eventos até a data presente. Neste mesmo ponto – no subparágrafo 20 – a Epic Games aborda sua perspectiva quanto as atitudes da Apple.

Confira o relato:

Em vez de tolerar essa competição saudável e competir nos méritos de sua oferta, a Apple respondeu removendo Fortnite da venda na App Store, o que significa que novos usuários não podem baixar o aplicativo, e usuários que já baixaram versões anteriores do aplicativo da App Store, não poderão atualizá-lo para a mais recente versão. Isso também significa que os jogadores de Fortnite não receberão atualizações por meio da App Store, seja automaticamente ou procurando a atualização na App Store.

Basicamente, após oferecer uma alternativa para a compra de itens dentro da App Store, Fortnite entrou em violação com os termos estipulados pela Apple. Em resposta, a Epic Games alega que isso se trata de uma prática anti-consumidor, e que deriva inteiramente do desejo de monopólio. No Twitter, Tim Sweeney – CEO da Epic Games – também já alegou que tais termos de revenda podem se mostrar prejudiciais para outros produtos futuramente.

Por fim, nos resta apenas aguardar mais detalhes sobre o desenrolar do caso. O dossiê da Epic Games não requere compensação monetária ou algo do gênero, mas requisita que a Apple revise suas políticas.

Guru

Guru é o cara que não sabe falar sobre outra coisa além de jogos e consoles. Ansioso pela nova geração, ele sonha ininterruptamente com o retorno de God Hand, Viewtiful Joe, Captain Comando e outros clássicos de porradinha sem freio. Possui um histórico considerável de vazamentos, rumores e teorias sem sentido que geram uma boa discussão.

Este website utiliza cookies