Conteúdo cortado mostra que Dark Souls 3 quase teve um estranho sistema de cerimônias de sacrifício

Depois de revelar no mês passado mais um chefão não utilizado em Bloodborne, o jogador Lance McDonald continuou o seu excelente trabalho de vasculhar os segredos por trás dos jogos da franquia Soulsborne, e o escolhido da vez foi Dark Souls 3.

No seu mais recente vídeo, McDonald usa a versão alpha do jogo para mostrar um estranho sistema sacrifícios que acabou sendo cortado da versão final. Intitulado Cult Death, a base desse sistema era dar a opção para que o seu personagem pudessem arrastar alguns inimigos.

Como você pode conferir no vídeo abaixo, o principal objetivo desse recurso era permitir que os jogadores criassem a sua própria Bonfire utilizando o corpo desses inimigos. Dessa forma, o game provavelmente não teria as Bonfires em locais predefinidos, mas o jogador escolheria onde gostaria de criar esses checkpoints.

Mas não é só isso, na parte final do vídeo ainda somos apresentados a outro sistema que também estaria ligado ao fato de você conseguir arrastar corpos. Trata-se das “Ceremony Swords”, uma espada que permitiria você fazer um tipo de cerimônia de sacrifício para eclipsar o seu mundo e permitir que outros jogadores invadissem para batalhas PvP.

Embora o recurso não tenha chegado ao jogo final, a Polygon lembrou que na E3 2015, evento onde Dark Souls 3 foi revelado, a Bandai chegou a colocar uma estátua que se assemelha bastante a cerimônia de sacrifício, dando a entender que até pouco tempo antes da finalização do desenvolvimento, esse sistema seria implementado.

Dark Souls 3 foi lançado mundialmente em abril de 2016 e está disponível para PC, PS4 e Xbox One.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.

Disqus Comments Loading...