Games

10 curiosidades sobre Silent Hill que você provavelmente não conhecia

Silent Hill é um dos jogos mais importantes e influentes da história do PlayStation, e muita gente jogou ele quando era mais jovem.

Mas será que você sabe tudo sobre o game?

No post de hoje, eu trago um vídeo com 10 curiosidades que você talvez não conhecesse sobre o primeiro título desta épica franquia da Konami.

Abaixo, você confere o vídeo e, como bônus, o script com as curiosidades em texto.

1 – Falta de poder de Processamento

Silent Hill é um jogo que leva o PlayStation ao limite, e na verdade, aproveita-se da deficiência do Hardware para criar a atmosfera de mistério e perigo que o jogo traz.

Por ter feito o jogo em 3D, a Konami foi forçada a usar a fumaça para esconder parte do cenário, já que o PS1 não conseguiria mostrar tantos polígonos na tela.

Como o jogo ficaria sem a fumaça? Bom, você pode conferir a seguir.

2 – Referências a filmes

Silent Hill é cheio de referências a filmes. A primeira delas é a escola onde você tem que passar parte do jogo. Boa parte dela é inspirada no filme “Um tira no Jardim de Infância”, estrelado por Arnold Scharzenegger.

Outra referência é esta pichação escrita “Redrum” na parede, que é nada mais nada menos do que a palavra Murder ao contrário. Ela foi colocada inicialmente em O Iluminado.

3 – Cavalinho

Durante o confronto com Cibil, se você fugir por tempo demais dela, ela vai cansar-se de lhe perseguir e subir num cavalo do Carrossel até que você se aproxime dela novamente.

4 – Se morre aí

Se você chegar ao chefe final do jogo sem munição nenhuma, o chefe morre automaticamente

5 – Dificuldades de criação

Uma das maiores dificuldades do time da Konami foi modelar pessoas caucasianas, já que o time era composto apenas por japoneses.

6 – Um guia inútil

Jogos de videogame são desafiadores, e uma forma das desenvolvedoras ganharem um trocado a mais em cima deles é vendendo guias completos dos jogos, com soluções de puzzles e assim por diante, mas você sabia que o guia original de oficial de Silent Hill é inútil?

A Konami mudou tanto o jogo durante o desenvolvimento, que o guia elaborado pro jogo acabou se baseando numa build tão antiga dele que continha soluções pra quebra-cabeças que nem estavam mais no jogo, assim como partes que estavam no jogo não eram contempladas nele.

7 – A origem da névoa

Apesar da névoa de Silent Hill ter surgido graças à limitação de hardware do PS1, ela também ganhou uma explicação inspirada no mundo real, e essa explicação é graças à cidade de Centralia na Pensilvânia, onde um incêndio de 10 anos acabou fazendo a cidade ter de ser evacuada já que a fumaça era tóxica. Hoje em dia, boa parte da cidade foi demolida e ainda é desabitada.

8 – Referências no mapa e no cenário

Boa parte de Silent Hill 1 tem inspiração em eventos do mundo real, como o Burger Queen que obviamente é inspirado no BK, e também nos nomes das ruas, que usam o nome de escritores famosos de terror, como o pseudônimo que Stephen King usou para publicar histórias.

9 – Twin Peaks

Twin Peaks é tida como uma das maiores séries de todos os tempos, e ela causou grandes influências a Silent Hill, tanto que conta com uma homenagem. A filha de Harry Mason, Cherryl, é uma homenagem à atriz Sheryll Lee, que participou de Twin Peaks.

10 – Sons como forma de medo

Por causa da névoa em Silent Hill, você não pode ver o que está na sua frente, logo você fica assustado, certo? Bom, para aumentar ainda mais o medo dos jogadores, os desenvolvedores da Konami resolveram colocar uma série de efeitos especiais aleatórios no jogo.  Como você não enxerga o que está na sua frente, qualquer coisa pode aparecer, e é por isso que você ouve bebês chorando e outros sons assustadores de coisas que não aparecem ali, como se Harry estivesse tendo alucinações.

Publicado por
Tags: Silent Hill

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade