Categorias: Cinema e TV

Roteirista profissional reescreve o final de Game of Thrones entregando tudo que os fãs esperavam

Game of Thrones sem dúvida foi um dos maiores fenômenos culturais da atualidade, e para sempre será lembrada como a série que mudou a forma como consumimos TV. No entanto, mesmo mantendo a sua qualidade técnica, essa última temporada acabou frustrando grande parte dos fãs por causa do seu roteiro, que ofereceu soluções apressadas e desprezou grande parte do desenvolvimento dos personagens.

Mas como não podemos entrar na cabeça dos showrunners e mudar esse final, só nos resta esperar que os livros de George R. R. Martin acabem de ser escritos, e imaginar como o desfecho da série poderia ter sido melhor.

Seguindo nessa linha de pensamento, o roteirista profissional Daniel Whidden, conhecido pelo canal ThinkStory, se solidarizou com os fãs da série e resolveu reescrever toda a última temporada Game of Thrones, se mantendo fiel ao limite de 6 episódios, mas alterando o desfecho de alguns personagens.

Atualmente, o vídeo de Daniel conta com mais de 4 milhões de visualizações e grande parte do fandom já está começando a aceitar que esse é o final verdadeiro. Você pode conferir detalhadamente esse final alternativo no vídeo legendado abaixo a partir do minuto 4:43.

Embora o vídeo não seja muito longo, caso você queira uma versão ainda mais compacta, vamos tentar resumir em poucos parágrafos tudo que Daniel alterou no roteiro da série.

Os dois primeiros episódios da temporada continuam intactos e as alterações acontecem a partir do episódio 3, “A Batalha de Winterfell”. De modo geral, o episódio aconteceria de maneira parecida com o original, mas em vez de colocar as crianças e mulheres nas criptas, elas ficariam no grande salão de Winterfell. O desfecho final da batalha seria uma vitória do Rei da Noite, com Sansa e Tyrion liderando aqueles que sobreviverem em uma fuga pelos tuneis de Winterfell. Nós também teríamos um primeiro embate de Jon contra o Rei da Noite e descobriríamos que ele na verdade é imune a vidro de dragão. Nessa batalha Rhaegal também acabaria morrendo.

O quarto episódio teria um tom ainda mias melancólico, já que além do luto por todos aqueles que morreram, o restante do exército estaria se encaminhando para Porto Real. Ao chegar às portas da cidade, Daenerys, que nessa versão está grávida de Jon, engole todo o seu orgulho e se ajoelha perante Cersei para que todos possam se refugiar em Porto Real.

Nesse meio tempo, Bran estava utilizando os seus poderes de Corvo de Três Olhos para buscar respostas   e descobre que o Rei da Noite só pode ser derrotado no Grande Represeiro usado pelos Filhos da Floresta na sua criação. No entanto, esse represeiro está ligado a todo a magia que existe em Westeros e destruí-lo também pode acarretar na morte de Jon Snow, já que ele foi ressuscitado por Melisandre utilizando meios mágicos.

Como o exército dos mortos continua avançando para o sul, Daenerys parte com Drogon até esse represeiro e lá encontra apenas o Rei da Noite o protegendo. Uma épica batalha é travada e o represeiro acaba pegando fogo, mas Daenerys mais uma vez ressurge das chamas. Voltando para Porto Real, embora a batalha tivesse sido ganha, Jon realmente havia morrido e Dany acabada sendo coroada como a Rainha dos Sete Reinos.

Para finalizar, o roteirista ainda propõem um flashforward de 5 anos no futuro, mostrando Daenerys na criptas de Winterfell ao lado do túmulo do seu amado e com o seu filho, que também se chamaria Jon.

E aí, gostaram desse final?

Este website utiliza cookies