Membros do Templo Satânico ameaçam processar Netflix pelo uso do Baphomet em Sabrina

O Mundo Sombrio de Sabrina estreou na Netflix a menos de uma semana, e como já sabíamos a série faz bastante uso de representações de rituais de magia negra e símbolos ocultistas, no entanto, parece que a Gigante dos Streamings pode ter um pequeno problema com a representação do Baphomet.

Na série, Sabrina passa um bom tempo na Academia de Artes Ocultas, um tipo de escola para Bruxos, que ensina poderes relacionados ao Senhor das Trevas. Durante varias cenas vemos claramente um monumento do Baphomet e aparentemente isso irritou os membros do Templo Satânico.

Através do Twitter, Lucien Greaves, um dos cofundadorres do Templo Satânico, afirmou que tomará ações legais contra a Netflix por usar o design do Baphomet no monumento, já que aparentemente ele é protegido por direitos autorais.

“Sim, nós tomaremos as medidas contra O Mundo Sombrio de Sabrina por apropriação do nosso projeto protegido direitos autorais, para promover essa estúpida ficção satânica.”

Em declaração enviada ao The Wrap, Greaves disse que já enviou uma carta para a Netflix informando sobre a violação de direitos autorais e pedindo-lhes para remover as imagens do Baphomet da série.

Além de toda a estranheza dessa notícia, a reivindicação dos direitos autorais do Templo Satânico não faz muito sentido, isso porque embora a instituição realmente tenha  um monumento muito parecido ao que vemos na série, o design do Baphomet não pertence a eles e sim a Eliphas Levi, um dos mais famosos ocultistas da história, que ilustrou essa imagem no livro Dogma e Ritual da Alta Magia.

O Mundo Sombrio de Sabrina já está disponível na Netflix.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.

Este website utiliza cookies