Categorias: Cinema e TV

Este foi o motivo pelo qual Drogon não atacou Jon naquela cena do final de Game of Thrones

Assim como foi boa parte dessa temporada final, o último episódio de Game of Thrones também acabou sendo bastante polêmico, e novamente por decisões de roteiro que acabaram não ficando muito bem explicados.

Uma das mais comentadas pelos fãs ocorreu logo após Jon Snow matar Daenerys, quando Drogon chega na Sala do Trono e encontra a sua mãe morta. O Dragão ameaça atacar Jon, mas acaba lançando uma longa baforada de fogo no Trono de Ferro, o derretendo completamente.

Mas a grande questão que ficou para ser respondida é o motivo de Drogon ter poupado Jon Snow.

Bem, a explicação mais direta e sugerida pelo próprio episódio é que Drogon queimou o Trono de Ferro justamente porque esse foi o fruto de toda a corrupção de Daenerys, sendo indiretamente responsável pela sua morte, já que ela se tornou cada vez mais tirânica ao se aproximar do Trono. Embora possa parecer uma dedução muito complexa para um animal, os livros de George R.R. Martin estabelecem que os dragões são seres extremamente inteligentes, então talvez Drogon possui alguma mínima noção de toda essa situação.

De qualquer forma, ainda parece meio ilógico o Dragão não fazer absolutamente nada contra a pessoa que diretamente matou a sua mãe. A explicação para isso pode se encontrar na cena anterior, em que antes de entrar na Salo do Trono, Jon se deparada com Drogon que olha fixamente para ele, mas acaba o deixando passar, como se tivesse reconhecido o seu sangue Targaryen.

Dessa forma, Drogon não atacou Jon por causa da sua linhagem, já que ele é na verdade o sobrinho de Daenerys. Embora essa solução até possa fazer sentido para a série, nos livros das Crônicas de Gelo e Fogo ela acaba sendo desmentida.

Isso porque também é estabelecido que dragões podem matar outros Targaryen normalmente independente da sua linhagem ou parentesco com o seu dono, e que diferente do que foi mostrado na série os Targaryen não são imunes ao fogo. Um dos exemplos mais conhecidos ocorreu durante a Dança dos Dragões, em que Sunfyre, o Dragão do Rei Aegon II, matou a sua meia-irmã Rhaenyra Targaryen.

Assim, concluímos que como na série diversas questões foram simplificadas, o fato de Drogon não matar Jon Snow até faz sentido, mas provavelmente isso acontecerá de outra forma nos livros.

Gostou do post? Então confira nosso vídeo de curiosidades sobre Jon Snow:

Este website utiliza cookies