Fã percebe um detalhe em comum de cair o queixo nas mortes de Vingadores: Ultimato

Vigadores: Ultimato entrou para a história do cinema por ter sido uma produção incrível, capaz de superar até mesmo o sucesso de seu antecessor, Vigadores: Guerra Infinita.

Ambos os filmes chocaram ao mostrar eventos que culminaram na morte de milhares de pessoas ou de heróis específicos.

Porém existe uma característica em comum em todas as mortes que aconteceram em Vingadores: Ultimato que pouquíssimas pessoas se deram conta!

A principal diferente entre os dois filmes que é a quantidade de mortes mostradas. Enquanto Guerra Infinita apoiou-se na quantidade de mortes causadas pelo estalar de dedos de Thanos, Ultimato fez exatamente o contrário, ou seja, mostrou menos mortes, mas todas elas foram extremamente impactantes.

A morte de Tony Stark por exemplo foi extremamente importante por dois motivos: por tratar-se de um personagem importante e querido para o público, e porque os eventos que culminaram na morte do heróis foram minuciosamente planejados para emocionar o máximo possível.

O mesmo acontece com Viúva Negra, que em um ato de puro altruísmo, sacrifica-se para obter a Jóia da Alma. E o mesmo acontece com Nebulosa, que sacrificar-se pela irmã Gamorra, confrontando sua versão do passado.

A morte de Thanos também é igualmente icônica, já que o vilão ao perceber as intenções de Tony Stark, desiste de lutar e senta-se para presenciar a ruína de seus planos.

Vingadores: Ultimato foi lançado em abril de 2019 e após ter ficado quase três meses em cartaz se tornou a maior bilheteria de todos os tempos.  Você pode conferir a nossa crítica do filme aqui.

João Víctor Sartor

João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.