Categorias: Artigos

Os maiores eventos do mundo sobre videogames

Todo mundo, ou quase todo mundo, ou uma parte de todo mundo, já foi alguma vez na vida a um evento de anime/jogos/mangá/HQ/RPG etc. E opções para cada tipo não faltam, alguns acontecem perto da sua casa enquanto outros a milhares de quilômetros de distancia.

Dentre essas bilhões de opção, e levando em consideração que o Critical Hits é um site sobre jogos, falarei de 3 eventos que rolam na grimga: o Penny Arcade Expo (PAX), Gamescom e o E3 (Electronic Entertainment Expo).

PAX ou Penny Arcade Expo:

Criado em 2004 pela galera do Penny Arcade webcomic , a ideia era fazer um evento voltado para jogos e em Bellevue, Washington, fizeram a primeira edição. Nada menos que 4.500 pessoas foram prestigiar esse trabalho.

A partir dai começa uma escalada de eventos de sucesso, atraindo cada vez mais pessoas, e sempre com mais atrações. Hoje em dia os eventos acontecem em Seattle, Boston e Melbourne (capital da Austrália para quem não sabe).

Se você for rico sortudo o suficiente para ir ao próximo que vai rolar, saiba que será dia 30 de agosto em Seattle. Provavelmente vai curtir o seguinte:

Shows com diversas bandas de rock e “nerdcore music”; uma grande variedade de consoles e jogos a disposição para jogar (dos clássicos aos atuais), além dos consoles, os pcs também tem uma área própria para sentar e jogar; uma área onde os desenvolvedores e produtores de jogos expõem sua novidades; um espaço voltado aos handheld com sofá e puffs; palestras com os desenvolvedores e pessoas do ramo de game, etc. Caso tudo isso não te atraia, há ainda uma área para RPG de mesa.

Serão 4 dias de eventos e a entrada para cada dia é de $30, comprando um pacote para os 4 dias fica a $95. Lógico que passagem, hospedagem, alimentação, transporte, compras também ficam a cargo do dinheiro que você tiver na sua conta bancaria ou no bolso!

Gamescon

É uma evento anual que acontece em Cologne, Alemanha desde 2009, produzida pela  Bundesverband Interaktive Unterhaltungssoftware, que significa algo em torno de Associação Federal de Software de entretenimento e interação.

Em sua terceira edição foram 275.000 visitantes, 5.500 jornalistas e contou com 600 exibidores de 83 países.

O foco do evento é exatamente abrir espaço aos produtores, desenvolvedores e fabricantes de jogos para anunciar suas novidades.

Entre os gigantes dos jogos, já passaram por lá apresentando suas novidades:

– Activivion Blizzard, EA, Bethesda, Capcom, Sony, Square Enix, Ubisoft, entre outras.

Para esse ano a Nintendo já confirmou presença, assim como Activision Blizzard, Electronic Arts, Konami, Koch Media, Microsoft, Namco Bandai, Sony e Ubisoft.

O evento será nos dias 21 a 25 de agosto na Alemanha, e as entradas custam entre 11 € e 17 € por dia. Lembrando que passagem, hospedagem e todas as despesas também sai do seu suado salário, ou do seus pais.

E3 – Electronic Entertainment Expo

Se não for a maior feira do ramo, pelo menos é a mais conhecida. Diferente das outras acimas, esse é um evento exclusivo para o produtores, criadores, desenvolvedores de jogos, consoles e produtos, e já foi responsável por diversos anúncios de jogos há muito tempo esperados.

Ela sempre acontece em Los Angeles e nesse ano vai ser entre os dias 11 e 13 de junho.

A lista de empresas que vão exibir conteúdo é enorme e dentre elas cito as seguintes:

– Zynga, Ubisoft, Square Enix, Sony, Razer, NVIDIA, Nintendo, Microsoft, IGN, GameSpot, Gameloft, EA, Activision Blizzard.

A lista completa você confere clicando aqui

Quem for a algum vê se tira bastante fotos e me manda depois ok?

Qual serão as novidades que veremos esse ano nesses eventos? A minha única expectativa é o Half Life 2 epi 3, o resto não importa (brincadeira, importa sim).

*** bônus round ***

Para quem não sabe, eu sou de Brasília (antes de falar mal da minha cidade, parem de mandar politico ladrão para cá) e ano passado aqui tivemos a SBGames, um evento com foco nos produtores, criadores, desenvolvedores de jogos nacionais.

Infelizmente não pude ir, mas meu amigo João Vitor, que é jornalista, fez a cobertura do evento e você pode conferir aqui como foi.

Este website utiliza cookies