5 Musicas que você provavelmente só conheceu por causa do videogame – parte 3

Lá vou eu escrever sobre música aqui no Critical Hits. E mais uma vez chove pra caramba aqui em Porto Alegre. Tristíssimo. Enfim, sem mais delongas e enrolações, vocês querem é saber das músicas, não é?

1. Nós na Aldeia – Reggae na Casa Amarela – Pro Evolution Soccer 2009 (Patch Torcidas)

Que atire a primeira pedra quem nunca jogou um desses patchs que trazem os times brasileiros pro PES/WE. Brazucas, BMPES, BombaPatch, todos esses eram muito famosos no Play 2, apesar de já existirem desde o Play 1. Na verdade, o International Super Star Soccer Deluxe do SNES já tinha hack do campeonato brasileiro de 94 (PILINGO!), então isso não é nada recente. Todos os outros traziam músicas eletrônicas, hip hops & raps, pagodes e muitos funks. Porém o patch Torcidas era diferente. Como o PES 2009 foi o primeiro a trazer o modo Rumo ao Estrelato (nas versões japonesas já existia o modo Fantasya há algum tempo, mas nunca nas versões em inglês), essa era a música que tocava no menu do Become a Legend nesse Patch, e me marcou muito na cabeça. Na verdade, até hoje, quando fui pesquisar essa música pra colocar aqui, eu tinha CERTEZA que era d’O Rappa. Vejam como o videogame nos ensina coisas.
2. Mindflow – Breaktrough – Guitar Flash

Como já falei antes em outros posts, gastei muitas horas (e reais) da minha vida no shopping Praia de Belas aqui de Porto Alegre jogando Rock Band 2. Porém uma hora o shopping fechava e tínhamos que ir jogar nossos jogos normais em casa. Então eu e meus amigos fomos atrás de alternativas e encontramos uma imitação de Guitar Hero na internet, o tal do Guitar Flash, na época cheio de músicas, mas com um problema de sincronia triste de acompanhar. Apesar disso passamos algum tempo batendo nossos próprios records e terminando Sweet Child O’Mine sem errar nenhuma nota no nível Expert. Um tempo depois o jogo foi todo remodelado, ficou famoso no Orkut e tinha só músicas de bandas brasileiras, algumas conhecidas, como Angra e Shaman, outras nem tanto, como Mindflow. Essa era a primeira música que tocava no jogo, todo mundo domina essa música com muita facilidade, e ela é bem legal.

3. Steve Vai – For the Love of God – GunZ: The Duel

Esses jogos online que nos deixam esperando até conseguirmos fazer o login…pelo menos a música da introdução era boa. Na verdade MUITO boa. Espero realmente que essa guitarra seja maior de idade, porque é quase obsceno o que esse cara faz com ela nas mãos!

4. Tenth Level Tauren Chieftain – Power of the Horde – Warcraft III: The Frozen Throne

Warcraft III é um jogo épico com uma história épica. Mas se tu é um herege que não terminou ele (ou pior ainda, se foi só se atirar no WoW e nem sabe o que se passa em War3), essa é a música que toca nos créditos, com direito à solo de guitarra do Principe Arthas malvadão. Se tu não tem paciência pra jogar até o fim (o jogo é realmente difícil e exige da cabeça, não adianta só ir mandando matar que não é FPS a coisa), é só abrir o chat, digitar “tenthleveltaurenchieftain” e dar enter. Vai dizer que nenhum cheat foi ativado, porém vai começar a tocar essa música que, convenhamos, é tão épica quanto o jogo.

5. Avenged Sevenfold – Carry On – Call of Duty: Black Ops 2

Graças à vocês que comentaram, agora já sei que a7x significa 7 vezes vingado, e tem referência à uma passagem da Bíblia (assim como grande parte das músicas e até dos nomes artísticos dos músicos). No final do jogo o seu personagem toca junto com a banda essa música, fechando o jogo de uma maneira muito legal.

Tá ficando difícil achar músicas que a gente só conheceu por causa do videogame, mas eu vou tentando, galera! Me mandem mais sugestões e me amem muito aí nos comentários. Beijo na testa de todos vocês.