5 dos piores jogos de Super Heróis já lançados

Quem viveu a década de 90 provavelmente deve ter se divertido com algum jogo de super heróio produzido naquela época. Mas infelizmente alguma coisa parece ter dado errado pelo caminho e ultimamente jogos baseados em heróis ou em seus filmes já não são mais tão atrativos quanto antigamente. A lista abaixo reune alguns que se destacaram pela falta de qualidade e pela decepção que causaram nos fãs que aguardavam ansiosamente pra se divertir com seu personagem favorito. Vamos lá!

Ah, e se você gosta de se torturar nós colocamos alguns vídeos aleatórios mostrando alguns gameplays. Caso você não concorde comigo, assista e tire suas próprias conclusões.

Thor: God of Thunder

Com o universo cinematográfico Marvel em destaque, bastava somente criar um jogo que misturasse uma mecânica já consagrada com algum personagem e pronto, sucesso! Certo? Errado. Thor: God of Thunder serve perfeitamente de exemplo para essa situação.

O jogo tentou – e eu repito: TENTOU – agregar uma mecânica parecida com a de God of War com o Deus Nórdico mais popular da Marvel, mas falhou miseravelmente. Batalhas repetivias, história confusa e monótona e uma quantidade tremenda de bugs tiraram toda e qualquer possibilidade do jogo ser bom. Sejamos sinceros, o Deus do Trovão merece algo bem melhor do que isso.

X-Men: Destiny

Quando eu joguei X-Men: Legends pela primeira vez, fiquei imaginando quanto tempo levaria para que a Marvel fizesse um jogo que te permitisse criar o seu próprio mutante e coloca-lo para interagir com os mutunas mais consagrados das HQ’s. Quando vi X-Men: Destiny pela primeira vez achei que minhas preces tivessem sido atendidas, só que não.

O jogo falha justamente por oferecer uma experiência tão promissora de forma tão mediocre. X-Men: Destiny parece ser somente uma tentativa de criar algo parecido com inFamous com os personagens de X-Men e só. Mais nada. Alguém achou que era só colocar os personagens da Hq’s, alguns efeitos especiais, raios elétricos e voilá! Ta pronto o sorvetinho.

Historia fraca, gráficos bem abaixo do padrão PS3, bugs e mecânica falha acabaram por tornar uma ideia promissora em um simples jogo de esmagar botões. Lamentável, Marvel.

Catwoman

Se você achava que o filme da Mulher Gato estrelhado por Halle Berry era ruim, considere-se sortudo, pois provavelmente você não jogou esse título.

Minha avó sempre falava que “nada de bom pode vir de alguma coisa ruim”, e por isso nem vou ficar me atendo a detalhes tentando elencar o por que esse jogo é uma droga, mas acho que vale a pena mencionar a câmera fixa que não só atrapalhava o jogador, fazia com que o jogo bugasse o tempo todo. Eu vou parar por aqui, falar desse título me dá nauseas.

The Incredible Hulk: The Pantheon Saga

O Hulk é um dos meus personagens favoritos justamente por ser simples: um cara cheio de músculos que resolve seus problemas na porrada. Tá ai uma boa pedida pra se criar um jogo cheio de ação, pancadaria e destruição, mas é uma pena que nada do gênero tenha sido produzido até agora.

Esse título em específico lançado em 1996 é um verdadeiro desfavor ao personagem. Os gráficos eram horríveis, as cutscenes lastimáveis e animação das sprites eram tão ruins, mas tão ruins, que eu provavelmente teria feito-as melhor usando um boneco do Comandos em Ação pintado de verde.

Pra ajudar, a história do game não tinha nada a ver com a da revista, o que deixava os fãs ainda mais fulos da vida. Eu fico me perguntando se um dia teremos um jogo que preste do Verdão, mas parei de criar expectativas já faz algum tempo.

Iron Man

Vai ter gente me xingando nos comentários, msa vamos ser sinceros, o jogo do Homem de Ferro baseado no filme não é lá grandes coisas, certo?

Mais uma vez alguém achou que para o jogo ser um sucesso bastava jogar o herói no meio de um mapa tomado de inimigos, dar algumas habilidades pra ele e pronto! GOTY!

No fim das contas, O jogo do Iron Man não fez juz nem ao filme, nem ao personagem dos quadrinhos. Foi amplamente criticado por possuir controles falhos, mecanica repetitiva e gráficos meia boca. Mas eu achava legal poder rebater os mísseis, então não era de todo ruim.

Que outros jogos de Super Heróis vocês acham que não prestaram? Em breve voltaremos com mais alguns games em outro artigo pra vocês!

João Víctor Sartor

João Víctor Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade