5 curiosidades sobre jogos – parte 38

Fala, galera, tudo bom com vocês? Mais uma edição de curiosidades sobre jogos chegando. Como semana passada a coluna tirou folga em razão do aniversário do site, hoje voltamos com a corda toda. Preparados?

5. Afro Samuraitos

O que o Afro Samurai tem em comum com o Kratos? Força? Não. Que ele mata uma porrada de gente? Também não. O dublador? Sim! Kratos e o Afro Samurai são dublados por ninguém menos do que Terrence C. Carson, que também é conhecido por fazer a voz de Mace Windu em Star Wars: The Clone Wars (aquele seriado em computação gráfica que passava no Cartoon Network).

É isso mesmo, amigos, Kratos é negão. Abaixo, vocês podem ver um vídeo do dublador colocando todo o seu poder vocal em ação:

4. 25/8/64

De quem você lembra quando falam em Metal Gear Solid? Do Solid Snake? Eu lembro do Hideo Kojima, criador da série. O criador é tão associado à sua criatura que ele aproveitou e escolheu uma data bastante curiosa para o início de Metal Gear Solid 3: Snake Eater – 25/8/64. Sabe o que aconteceu nesse dia? Isso mesmo, o nascimento de Kojima.

3. Home Dináh

Sabe Homefront? Nós já falamos desse jogo por aqui algumas vezes, como o fato dele ter sido banido na Coreia do Sul para não causar problemas diplomáticos com o vizinho esquentadinho do norte. Bom, o jogo tem meio que uma veia de Mãe Dináh pois acertou até o momento dois eventos históricos: a morte de Kim Jong Il (o cara que nasceu num dia com dois arco-iris, podia controlar o tempo, era o maior esportista do mundo e que não precisava ir ao banheiro, segundo a autobiografia dele) e os primeiros testes nucleares da Coreia do Norte  em 2013.

Agora só falta os EUA ser invadido pra completar a saga de premonições.

2. Alguém faltou àquela aula

Responda rápido: por que o Sonic não sabe nadar? Porque ouriços não sabem, é claro, o que contradiz completamente a foto acima. Não? Bom, foi isso o que a SEGA achou quando estava criando o jogo. Alguém lá na sala de reuniões dele disse que ouriços não sabiam nadar e, como não existia Wikipedia na época, ninguém checou o fato.

1. O faxineiro gênio

Sabe aquela cena clássica de filmes onde o faxineiro da universidade (geralmente Harvard) vai lá e resolve o problema de matemática que nenhum dos geniosinhos tinha conseguido resolver até então depois das aulas acabarem? Bom, a história do Game Boy é quase essa. Gunpei Yokoi era faxineiro na Nintendo e após ter sido visto brincando com uma “Ultra Hand” (brinquedo criado por ele para a própria diversão durante os períodos de folga do seu trabalho) pelo presidente da companhia, acabou sendo promovido, ficando encarregado de produzir uma versão do brinquedo para venda.

O brinquedo deu tão certo que ele foi promovido a inventor e trabalhou numa série de brinquedos para a Nintendo, até que um dia ele viu um executivo entediado brincando com os números de uma calculadora. Foi ali que ele teve a ideia de criar um videogame portátil para que as pessoas pudessem matar o tempo livre, e foi assim que surgiu primeiro o Game and Watch e futuramente o Game Boy. Genial, não?

Gostou? Confira já as outras partes:

Parte 1 – Parte 2 – Parte 3 – Parte 4 – Parte 5 – Parte 6 – Parte 7 – Parte 8 – Parte 9 – Parte 10 – Parte 11 – Parte 12 – Parte 13 – Parte 14 – Parte 15 – Parte 16 – Parte 17 – Parte 18 – Parte 19 – Parte 20 – Parte 21 – Parte 22 – Parte 23 – Parte 24 – Parte 25 – Parte 26 – Parte 27 – Parte 28 – Parte 29 – Parte 30 – Parte 31 – Parte 32 – Parte 33 – Parte 34 – Parte 35 – Parte 36 – Parte 37

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade