Por que Sarada não possui a maldição dos Uchiha em Boruto?

Ser um Uchiha não é um mar de rosas. Claro, você geralmente nasce com uma grande beleza, uma grande capacidade intelectual e um poder latente virtualmente invencível. Mas também está suscetível à uma terrível maldição: a Maldição do Ódio. Raros são os Uchiha que não sucumbiram, em destaque temos Shisui e Kagami… E talvez Sarada.

Filha de Sasuke e Sarada e única herdeira legítima de um dos clãs mais poderosos da série, Sarada ainda não demonstrou ser suscetível à maldição do ódio. Certo? Mais ou menos.

A “Maldição do Ódio” é, na verdade, o nome para o efeito que controla o despertar dos poderes dos Uchiha. Diferente dos Hyuuga e seus Byakugan, por exemplo, os poderes do Sharingan são altamente controlados pelas emoções dos Uchiha.

E para dificultar as coisas, os Uchiha tem uma predisposição à amar seus familiares, amigos e amantes numa intensidade muito alta. Sempre que algo ruim acontece com essas pessoas queridas, um chakra especial é liberado no cérebro deles e reage com os nervos ópticos.

É essa reação que amplia os poderes do Sharingan e faz com que eles despertem o Mangekyou Sharingan, por exemplo.

Como diria o poeta, o crime dos Uchiha é, literalmente, “amar demais”.

Esse amor, quando subvertido, se transforma em um ódio incontrolável e obsessivo. Quanto mais desesperado fica o Uchiha, maiores ficam os poderes oculares. E esse comportamento odioso não tarda em gerar mais consequências negativas para o usuário, criando uma terrível bola de neve.

Mesmo ninjas poderosos, como Itachi, sucumbiram à esse efeito. Apesar de não despejar esse ódio em outros, Itachi morreu acreditando que todo o sofrimento que havia passado tinha sido em vão. Que ele havia sido uma falha absoluta.

Itachi morreu sem se perdoar e odiando a si mesmo.

Sarada pode ter um auxílio psicológico muito melhor do que tiveram os Uchiha antes dela. O pai dela, Sasuke, venceu a “maldição” e sabe bem onde esse caminho leva, enquanto a mãe dela, Sakura, literalmente lida com a saúde mental dos ninjas da Vila.

Mas, ao mesmo tempo, ela despertou o Sharingan devido a angústia de encontrar o pai — e não quando alguém próximo a ela morreu ou quando ela presenciou um evento tremendamente traumático.

Claro que essa angústia devido ao pai ausente é pesado para uma criança, mas é um evento relativamente menos intenso se comparado, por exemplo, com o Massacre Uchiha que despertou o Sharingan de Sasuke.

Ou seja, Sarada parece estar predisposta à sofrer com o amor incondicional dos Uchiha até mesmo mais do que o normal. Ela só não teve um gatilho poderoso o suficiente, ainda mais quando Sasuke passou a ter uma vida paterna mais normal em Boruto: Naruto Next Generations.

Mas com o caminho recente que o mangá está levando, não vai demorar muito até ela perder um ente querido. E só aí poderemos ver se ela resistirá a Maldição dos Uchiha.

Boruto: Naruto Next Generations é a sequência direta de Naruto Shippuden, tanto no anime quanto no mangá.

Nesta nova história, acompanhamos Boruto, filho de Naruto. Juntamente com seus colegas de Time 7, eles vivem novas aventuras e interagem com antigos e novos personagens da franquia.

Apesar do anime ainda estar contando a história de Boruto jovem, ele conta com alguns bons arcos, trazendo Naruto e Sasuke de volta, e histórias onde o jovem é o grande protagonista.

Você pode acompanhar o anime na íntegra no Crunchyroll, onde ganha novos capítulos toda semana.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade