Nanatsu no Taizai – Nova temporada retira censura que gerou polêmica

Nanatsu no Taizai é popularmente conhecido como “Seven Deadly Sins” ou “Sete Pecados” aqui no Brasil. A trama gira em torno do grupo que possui tal título de “Sete Pecados“, sendo Meliodas o principal entre eles. Até então, Nanatsu no Taizai rendeu não somente uma adaptação em anime (tanto serializado quanto filme), como também produtos de marketing e até mesmo jogos para diferentes plataformas.

No entanto, a popularidade de Nanatsu no Taizai foi “minada” ao longo dos últimos anos. E isso porque, com o passar de cada temporada, fãs da obra notaram mudanças significativas que impactaram a impressão do anime, especialmente em momentos de grandes confrontos. Além das mudanças encontradas na direção de arte do anime, as últimas temporadas optaram por remover um elemento simbólico dos episódios. Neste caso, falamos da remoção do sangue. Sim, o sangue dos personagens – antes visível em combates – foi retirado à partir de um momento específico.

Felizmente, esse cenário foi revertido, mas não de uma forma significativa ou mesmo tão notória. Durante o último episódio do anime, podemos ver traços de sangue vermelho no rosto de King, e ao se aproximar, a câmera mostra o personagem realmente sangrando.

Confira a imagem abaixo:

Tal mudança não passou despercebida, e por incrível que pareça, muitos ficaram animados com a possibilidade do anime retomar sua perspectiva violenta – algo comum, por exemplo, durante a primeira temporada do anime.

Seven Deadly Sins – Nanatsu no Taizai é uma adaptação do mangá escrito e ilustrado por Nakaba Suzuki. O mangá começou a ser serializado na revista Weekly Shonen Magazine da Kodansha em Outubro de 2012 . No momento, o anime já conta com mais de 300 capítulos.

O mundo de Seven Deadly Sins apresenta um cenário semelhante ao da Idade Média Europeia, com um grupo principal de cavaleiros que representam os sete pecados capitais.

Sobretudo, o anime conta com duas temporadas concluídas que podem ser conferidas na Netflix e uma terceira em exibição no Japão.

Guru

Guru é o cara que não sabe falar sobre outra coisa além de jogos e consoles. Ansioso pela nova geração, ele sonha ininterruptamente com o retorno de God Hand, Viewtiful Joe, Captain Comando e outros clássicos de porradinha sem freio. Possui um histórico considerável de vazamentos, rumores e teorias sem sentido que geram uma boa discussão.