Anime

Este é o motivo pelo qual Boruto: Naruto Next Generations tem tantos fillers

Se você é fã da franquia Naruto provavelmente já sofreu bastante com os fillers. Tanto na primeira como na segunda parte da série principal tivemos centenas de episódios fillers, com arcos inteiros construídos apenas para o anime.

Com a chegada de Boruto, muitos achavam que o novo anime que traz uma nova geração de ninjas pegaria um pouco mais leve nesse quesito, mas o que acabamos vendo é exatamente o contrario.No entanto, por mais que essa prática ainda incomode bastante os fãs, ela é extremamente necessária para a continuidade da obra.

Antes de qualquer coisa, vamos explicar o conceito de um filler. Basicamente um episódio ou arco filler é uma história que não está presente no material original, sendo um complemento que geralmente foge um pouco da trama principal e algumas vezes até acaba cria novos personagens ou poderes.

Mas por que os fillers são necessários? Quando se adapta uma obra para anime o conteúdo original acaba sendo condensado, ou seja, é possível que um episódio acabe cobrindo dois ou três capítulos do mangá, fazendo a história andar bem mais rápido.

No caso de Boruto a coisa é ainda mais complicada, pois além do seu mangá ser mensal o anime foi lançado menos de um ano depois do começo do mangá, e por isso é necessário vários fillers para permitir que a obra original possa progredir com um pouco mais de folga.

Entretanto, dentro das suas limitações, a equipe da produção de Boruto está fazendo um trabalho decente, permitindo que a história possa explorar de forma significativa outros personagens. Usando o atual arco como exemplo, ele está adaptando a light novel “Konoha Shinden: Pergaminhos Ninjas das Fontes Termais”, que embora não faça parte da obra principal, traz uma aventura leve envolvendo uma viagem de Guy, Kakashi e Mirai pelo País das Fontes Termais.

O anime de Boruto é exibido no Brasil pela Crunchyroll, enquanto o mangá é distribuído pela Panini.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade