Categorias: Anime

Entenda porque Boruto: Naruto Next Generations parece tão diferente de Naruto

Boruto: Naruto Next Generations é uma série que conta a história das aventuras de Boruto, filho de Naruto, que foi protagonista de Naruto e Naruto Shippuden.

Com o imenso mundial sucesso da série antecessora, seria fácil imaginar que Boruto seria um sucesso estrondoso com novos e velhos fãs, carregando o mundo shinobi criado por Masashi Kishimoto para novas situações e lugares.

E não entendam errado, Boruto: Naruto Next Generations é um sucesso comercial, tanto no anime quanto no mangá, mas há uma clara insatisfação dos fãs de Naruto com a nova série, que muitas vezes não conseguem explicar a razão de não conseguir se conectar com a obra.

E isso é porque, apesar de ser óbvio dizer isso, Boruto: Naruto Next Generations é uma série distinta de Naruto e Naruto Shippuden. Não falo dos personagens ou histórias, mas de temas e tons.

Naruto tem temas mais simples como amizade, solidão, preconceito, luta pela paz. O protagonista cresceu sem cuidados paternos, sem talento, sendo rejeitado por sua própria Vila e teve que conquistar seu respeito mesmo sendo visto como inferior até mesmo pelos seus colegas ninjas. Naruto teve que criar sua própria felicidade e não teve tempo para ser criança ou reclamar da vida.

Já Boruto trás temas um pouco mais complexos, como a diferenças entre gerações de tempos de guerra e de paz, influência da tecnologia na vida das pessoas e o peso da expectativa – tanto dos outros como as dos próprios personagens. O protagonista teve amor e carinho dos pais, uma irmã para fazer companhia, é extremamente talentoso e até admirado pelos seus colegas.

E essas diferenças são muito bem vindas. Se eu quisesse uma série igual Naruto, eu assisto Naruto, não é mesmo? Mas de fato, é uma experiência diferente e isso pode acentuar outras diferenças naturais entre as séries e causar essa sensação de “eu deveria gostar disso… mas não estou gostando!”

Outra grande diferença é que, sendo um personagem que tem uma vida muito mais fácil que a do antecessor, Boruto parece muito birrento ao reclamar de seu pai ou da vida na Vila da Folha. Isso pode causar uma antipatia com o principal personagem da série, mas é óbvio que isso é parte do desenvolvimento do personagem, que precisa amadurecer em uma época pacífica que não o obriga a fazer isso. Naruto apresentou um comportamento infantil mesmo no alto de sua adolescência, mas a gente entendia os motivos.

Boruto parece ser mais maduro que seu pai com a mesma idade, mas como a última referência que temos é de um Naruto que aos 17 anos era o principal ninja em uma Guerra Mundial, isso não fica muito claro.

Por fim, o que dava a liga para a história de Naruto era sua amizade com Sasuke, sua busca em ser reconhecido e também por salvar seu amigo e rival. Boruto não tem nenhuma ligação emocional do mesmo nível – pelo contrário, cada episódio do anime tem o foco em alguma relação diferente de sua vida.

Kawaki parece ser o “Sasuke” de Boruto no mangá, mas essa relação ainda precisa ser mais desenvolvida para funcionar da mesma forma.

Por fim, os personagens da série clássica tiveram muitas mudanças complexas de personalidade e até em suas capacidades como ninja, algo completamente justificável, mas que ainda sim causa incômodo para os velhos fãs.

O Naruto de Boruto deveria ser o mais poderoso ninja de todos os tempos como Sétimo Hokage, mas constantemente vemos ele tomar decisões de combate que nem mesmo um Naruto adolescente tomaria, além de não ser mostrado como uma força dominante nesse novo mundo shinobi – enquanto genins da nova geração são capazes de dominar mais de uma transformação da natureza por vez, algo que era raro em gerações anteriores.

E tem também o fato de que os fãs velhos são… mais velhos agora. Muitos defeitos de Naruto clássico foram ignorados por esses mesmos fãs quando eles eram mais novos e estavam mais empolgados com as batalhas e estavam conectados com um personagem que tinha a mesma idade e alguns dos mesmos conflitos – como o sentimento de ser isolado.

Esses mesmos fãs hoje tem uma visão mais crítica por não serem mais o alvo dessa animação – lembrem-se, é “Next Generations” por uma razão.

No final das contas, Boruto: Naruto Next Generations é uma boa série, que cumpre muito bem o que se propõe a fazer. Só que ela se propõe a criar algo diferente do que os velhos fãs estavam acostumados e isso pode e vai criar algumas rusgas… Mas se você desligar o velho ranzinza que mora na sua cabeça e abrir seu coração de 12 anos novamente, tenho certeza que vai aproveitar muito mais.

Boruto: Naruto Next Generations é a sequência direta de Naruto Shippuden, tanto no anime quanto no mangá.

Nesta nova história, acompanhamos Boruto, filho de Naruto, um jovem que quer encontrar o seu próprio caminho e não pretende seguir os passos do pai, e Kawaki, jovem cujo corpo foi modificado com melhorias cibernéticas por um grupo misterioso chamado Kara.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll e ganha novos capítulos toda semana.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Este website utiliza cookies