Criador de One Piece reimagina Luffy no universo de Naruto Shippuden

Se você é fã de animes e mangás, provavelmente já ouviu a frase ‘Big Three’ em algum momento da sua vida. O termo era usado para referenciar os três maiores títulos da Shonen Jump da época, ou seja, One Piece, Naruto e Bleach, e One Piece lidera esse “pódio” há bastante tempo.

Naruto fazia parte da lista muito antes de Boruto ser anunciado e, apesar de ser um concorrente, Eiichiro Oda nunca odiou a série de Masashi Kishimoto. Na verdade, Oda parece ser um grande fã da Vila da Folha.

Quando Kishimoto terminou o mangá de Naruto , a Weekly Shonen Jump fez uma grande celebração, e Eiichiro Oda fez sua própria obra de arte de Naruto e compartilhou um agradecimento tocante para Kishimoto por todo o seu trabalho, mas você sabia que o criador de One Piece já havia feito um crossover no passado?

Por volta de 2014 , Oda tentou inserir  Luffy no mundo de Naruto. O mangaká compartilhou um esboço em uma edição da Weekly Shonen Jump para sua campanha ‘Dream Carnival’. Oda desenhou Luffy como se ele fosse parte do universo de Naruto e os fãs começaram a comentar sobre a aparência estranha do ninja.

Como pode ver, Luffy ainda usa seu famoso chapéu de palha, mas Oda resolveu colocar uma bandana da Vila da Folha por cima.

O ninja reimaginado também é visto com duas espadas e uma enorme shuriken nas costas. O visual se completa com uma jaqueta parecida com a que Naruto usa, e o herói de Kishimoto parece um pouco incomodado pela presença de Luffy.

Apesar de serem autores de mangás rivais, os dois parecem ter uma rivalidade bastante saudável e demonstram que admiram as obras uns dos outros e seria bastante interessante vê-los trabalhando juntos em um crossover oficial.

Willian Oliveira

Will, Bill, Willian, o nosso querido colaborador é conhecido de várias formas dentro do site. Bill escreve principalmente notícias de games e é um Sonysta declarado, mas nosso Sonysta oficial continua sendo o Leo, apesar de o Bill ser o mini-Leo, salvo pela falta de massa encefálica.

Este website utiliza cookies