Chainsaw Man revela a verdade sobre uma morte que muito esqueceram no mangá

Dentre todos os títulos serializados na Weekly Shonen Jump, Chainsaw Man é um dos que tem se tornado cada vez mais popular, ganhando diversos novos leitores graças aos chocantes acontecimentos dos seus capítulos mais recentes.

Um desses acontecimentos ocorreu justamente no capítulo 82, quando descobrimos a verdade por trás da morte do pai de Denji. Dando um pouco mais de contexto, quando a história do mangá começa sabemos apenas que Denji é um garoto órfão e que seu pai cometeu suicídio.

No entanto, como é revelado por Makima, embora Denji tenha escolhido de forma inconsciente trancar essa memória na sua mente desde criança, ele foi o responsável pela morte do seu próprio pai, que também o tratava de forma abusiva.

Na continuação da sua conversa, Makima ainda fala sobre as recentes mortes de Hayakawa e Power. “Você me ajudou a matar Power. Poderia ter havido uma maneira de salvar Hayakawa, mas você também o matou. Alguém como você não tem direito de desejar uma vida normal, tem?”

Escrito por Tatsuki Fujimoto, Chainsaw Man estreou na Weekly Shonen Jump em dezembro de 2018, tendo atualmente oito volumes lançados.

A história do mangá acompanha a trajetória de Denji, um jovem garoto que trabalha como caçador de demônios para pagar as dívidas que seu falecido pai fez com a Yakuza. No entanto, por causa de um trágico evento, Denji acaba se fundindo com o seu cachorro demônio Pochita, virando assim um meio-humano e meio-demônio capaz de manifestar motosserras pelo seu corpo.

João Victor Albuquerque

Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e séries, mas sempre atrasado com todos eles.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade