Afinal, por que Obito não usou as habilidades do Rinnegan ao comandar os Edo Jinchuuriki em Naruto Shippuden?

Em um dos momentos mais aterrorizantes da Quarta Guerra Ninja, Obito apareceu com um exército de Jinchuuriki Edo Tensei, controlados através do poder do Rinnegan.

Mas ao contrário de Pain e seus Seis Caminhos, os Jinchuuriki comandados por Obito não utilizaram nenhum dos poderes especiais, como absorção de chakra ou invocações dos animais místicos.

Mas embora houvesse razão para se imaginar que esses ninjas seriam ainda mais perigosos com essas habilidades, não utilizá-las era obrigatório para Obito.

Isso porque controlar os Edo Tensei de Seis Jinchuuriki utilizando o manto de chakra das respectivas Bestas com Cauda exigia uma quantidade colossal de chakra.

Manter esse controle e ainda utilizar as habilidades dos Seis Caminhos seria demais, mesmo para um ninja tão poderoso quanto Obito.

E como Might Guy afirma durante o combate, todas essas técnicas especiais já eram conhecidas e podiam ser contra-atacadas pelas forças Aliadas.

Seria, portanto, um desperdício de energia de Obito utilizar os Edo Jinchuuriki como avatares dos poderes do Rinnegan, enquanto eles eram ameaçadores o suficiente utilizando os próprios poderes.

Naruto Shippuden, exibido entre os anos de 2007 e 2017, conta a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e então resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime tem 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), e finaliza a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi. Além disso, o anime preparao terreno para a continuação direta da história.

Você pode acompanhar Naruto na íntegra no Crunchyroll. Além dele, o serviço conta com com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Publicado por