Categorias: Anime

Afinal, Obito queria ou não reviver Madara em Naruto Shippuden?

Embora o plano de Madara para ser revivido tenha dado certo, as coisas definitivamente não saíram como ele havia planejado, principalmente por causa do sacrifício de Nagato, que utilizou a Técnica da Vida Celestial de Samsara (Rinne Tensei no Jutsu) para ressuscitar todos aqueles que haviam sido mortos no seu ataque contra Konoha.

Assim, como essa parte do plano havia dado errado, mesmo Obito roubando o Rinnengan do corpo de Nagato, ele não tinha nenhuma pretensão de ressuscitar Madara, já que sabia que a utilização do Rinne Tensei no Jutsu custaria a sua vida.

Dessa forma, Obito até tentou continuar seguindo o Plano Olho da Lua descartando Madara da equação, mas ele acabou sendo pego de surpresa quando Kabuto revelou que poderia reviver o Uchiha utilizando o Edo Tensei, e por isso o seu espanto ao ver aquele caixão.

Embora Obito soubesse que no estado da Reencarnação do Mundo Impuro Madara não conseguiria se tornar o jinchuriki do Dez-Caudas, ele também sabia que os seus momentos estavam contados, já que Madara eventualmente desejaria ser ressuscitado completamente.

Como sabemos, foi exatamente isso que ocorreu, mas a grande reviravolta é que mesmo Obito sendo forçado pelo Zetsu Negro a reviver Madara, posteriormente ele acabou conseguindo dominar o Zetsu Negro e ficou vivo até a luta contra Kaguya.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime conta com 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), finalizando a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi e preparando o terreno para a continuação direta da história.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Disqus Comments Loading...

Este website utiliza cookies