Vídeos

Após ter vídeo derrubado, PewDiePie ataca produtora de Firewatch e comenta o strike em vídeo

PewDiePie recentemente envolveu-se em uma nova polêmica ao proferir um xingamento de forte teor racista durante uma livestream de PlayerUnknown’s Battlegrounds, e a primeira grande repercussão desse acontecimento foi o fato dele ter tido um vídeo onde ele jogava o jogo Firewatch tirado do ar a pedido da desenvolvedora.

Segundo a desenvolvedora, eles não gostariam de ter o jogo deles associado à pessoa PewDiePie, e por isso o takedown foi emitido, o que efetivamente acabou configurando como um strike contra o canal do Youtuber.

Hoje, ele postou um vídeo comentando sobre o takedown. Para ele, é curioso que de todos os jogos pelos quais ele poderia ter um takedown emitido, o escolhido acabou sendo Firewatch, “um jogo tão linear que mais parece um walking simulator, onde todo mundo tem basicamente a mesma experiência”, segundo ele.

PewDiePie ainda acrescentou que isso já havia acontecido anteriormente com esse título pois a desenvolvedora teria medo que let’s plays e afins acabassem por fazer que jogadores não comprassem o game pois já teriam a tido a experiência que ele traz apenas assistindo o vídeo, e ainda estranhava isso acontecer cerca de 2 anos após o vídeo ser publicado.

Além disso, o Youtuber comenta no vídeo que ele acha errado o Youtube ter aceitado o takedown, pois o vídeo dele configuraria Fair Use (um tipo de classificação de uso de material com direitos autorais nos EUA onde você pode usar imagens de jogos e filmes se for para avaliá-los), e por isso ele não poderia ser removido do ar.

Ainda sobre o vídeo dele ter sido removido da forma como ele foi, o Youtuber argumenta que, como há uma mensagem no site da Campo Santo dizendo que os jogadores estão livres para fazer vídeos sobre o jogo, a produtora dele não poderia ter retroativamente derrubado o vídeo dele, já que a decisão de não autorizar o trabalho do Youtuber teria que ser dali pra frente, e que, caso esse strike chegasse a ir aos tribunais, a Campo Santo provavelmente iria perder o processo, além de um monte de dinheiro nos custos legais do ajuizamento de tal decisão deles.

Para completar, o Youtuber acrescenta que se mais algum desenvolvedor queira que ele pare de fazer vídeos sobre os jogos deles, que entre em contato com ele pois ele tira o vídeo do ar sem problemas, não há a necessidade de partir para strikes e assim por diante.

Publicado por
Tags: PewDiePie

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade