4 métodos anti-pirataria que trollam o jogador – Parte 9

Fala, galera, tudo bom com vocês?

Fazia um bom tempo que nós não falávamos sobre as maneiras mais engraçadas que os desenvolvedores combatiam a pirataria dentro dos games simplesmente porque eu não encontrava mais jogos para conversamos a respeito.

Bom, alguns meses depois e novas maneiras e maneiras antigas foram descobertas, então vamos a elas.

Pokémon FireRed e LeafGreen

A Nintendo não gosta muito que você pirateie os jogos dela ou jogue-os no emulador. Caso você faça isso, e a Rom detecte que ela não está rodando onde deveria, você vai trancar nessa parte do jogo, ou ainda vai receber mensagens como “Por falar nisso, se você gostou do jogo, compre-o OU MORRA”.

Eu me pergunto se a companhia gostou de traumatizar a criançada com essas mensagens. Seja como for, é possível que você nunca tenha visto uma delas simplesmente porque consertaram o emulador de Game Boy Advance para evitar que essa mensagem apareça.

Skullgirls

Qual é a raiz quadrada de peixe?

Se você não sabe qual é a resposta para essa pergunta, que aparece no final nos créditos de Skullgirls, não pergunte para os desenvolvedores do jogo, porque essa mensagem foi colocada lá justamente pra você ser um curioso e ir perguntar para eles. Caso você faça isso, não vá reclamar se eles te chamarem de pirateiro depois, pois é isso que eles fazem geralmente.

Quantum Break

A Remedy Games é conhecida por três coisas: Alan Wake, Max Payne e tapa olhos.

Caso você não saiba, a companhia começou a tradição de colocar tapa-olhos nos jogos dela caso ele detecte que você está jogando uma cópia pirata. Isso acontecia em Alan Wake e agora também acontece em Quantum Break, caso o jogo detecte que você está pirateando ele no Windows 10.

Caso você me pergunte, eu acho que o jogo fica mais estiloso ainda com um tapa-olho, mas essa é só a minha opinião, vai que você prefira não ser tão estiloso assim, não é mesmo?

No time to explain

Outro jogo com acessórios de vestimenta piratas foi No Time to Expain. Os próprios desenvolvedores resolveram liberar uma versão pirata do jogo com chapéus de pirata em todos os personagens do game e muitos, muitos bugs, além de uma mensagem agradecendo o jogador por piratear o jogo.

Segundo eles próprios, a ideia foi liberar o jogo assim só pra sacanear quem decidisse piratea-lo. Imagino eu que a tentativa tenha dado certo.

Gostou? Confira as outras partes:

12345678

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por