Reviews

The Quarry – Review

Thrillers adolescentes sempre estão na moda, e a Supermassive Games é uma perita nesse gênero. The Quarry é a mais nova empreitada dessa companhia nesse tipo de jogo, mas será que esse game consegue entregar o que promete?

Em The Quarry, você controla um grupo de jovens que eram monitores de um acampamento de verão em Hacket’s Quarry. Após ficarem presos no local no último dia do verão, criaturas estranhas começam a aparecer no local, e o que parecia ser um paraíso acaba virando um pesadelo em questão de minutos.

Agora, você deve fazer o melhor possível para sobreviver a essa noite, decidindo o destino desses garotos e garotas.

Reprodução: Supermassive Games

Para isso, o jogo vai te colocar em uma série de situações onde você deve tomar a melhor decisão possível. Na maioria do tempo, The Quarry é quase um filme interativo, onde você assiste aos personagens conversando, discutindo e algumas vezes também flertando uns com os outros.

Nesses momentos, você pode decidir se prefere que um personagem bissexual fique com um homem ou com uma mulher, por exemplo, ou se uma personagem vai dar em cima do rapaz que outra das jovens está afim. Essas decisões têm um impacto grande na história, já que, dependendo do que você escolhe, essa história se desenvolve por caminhos diferentes.

Além das partes de relacionamento entre os personagens, o jogo ainda te coloca em diversos momentos onde você deve tomar decisões literalmente de vida ou morte. Essas decisões envolvem, por exemplo, correr ou esconder-se, seguir por um caminho ou outro, apertar um botão ou não e assim por diante.

Reprodução: Supermassive Games

Felizmente, há momentos em que você interage mais com o jogo além de apenas escolher entre o caminho A e o caminho B. Em certas partes, você pode caminhar pelo cenário, coletar pistas para aprender mais sobre o que está acontecendo em Racket’s Quarry e também colecionáveis como cartas de tarô.

Por falar nessas cartas, a cada capítulo do jogo, você entrega essas cartas para uma senhora misteriosa, que te dá a oportunidade de mostrar o futuro em troca, dando pequenos spoilers do que vai acontecer no jogo para que você esteja alerta. Apesar disso, essas cenas são bem confusas, e dificilmente a experiência é prejudicada.

Fora essas partes, o jogo ainda conta com momentos onde você deve responder a quick time events de maneira correta, sessões de tiro e também momentos em que você precisa apertar um botão freneticamente para que o seu personagem consiga realizar alguma ação como abrir uma porta, não cair de uma tirolesa, e assim por diante.

Reprodução: Supermassive Games

Ao todo, The Quarry conta com cerca de 10 horas de jogo e um imenso fator de replay, pois dificilmente você vai acertar o melhor final do jogo de primeira e conseguir todos os colecionáveis, então você provavelmente vai aproveitar o jogo por bem mais tempo do que isso.

Além disso, o jogo ainda conta com um modo multiplayer local, onde você vai trocando o controle de mãos para tomar decisões, um modo multiplayer online onde sete pessoas votam as escolhas da história e também um modo filme, onde você praticamente não interage com o jogo, apenas tomando as decisões e avançando na história.

Graficamente, The Quarry é um jogo muito bonito, mas dá para notar que ele ainda precisa de algumas atualizações, já que alguns personagens ainda estão com bugs no cabelo e coisas do tipo, mas no geral é impressionante o que a Supermassive Games conseguiu fazer nesse jogo.

A trilha sonora do jogo também é boa, e a dublagem do game é excelente tanto em português quanto em inglês.

Mas e aí, The Quarry vale a pena?

Reprodução: Supermassive Games

The Quarry é um bom jogo, e fãs do gênero certamente vão aproveitá-lo bastante. O grande problema do jogo em seu lançamento é o preço. 350 reais por um jogo que mais parece um filme interativo é pedir demais, ainda mais num país em crise eterna como é o caso do Brasil, ou seja, infelizmente não é o tipo de jogo que vá fazer sucesso por aqui.

Apesar disso, se eu fosse você, deixaria The Quarry na sua lista de desejos, pois assim que ele entrar num valor menor, ele certamente vai valer a pena.

Review elaborado com uma cópia do jogo para PS5 fornecida pela 2K Games.

Resumo para os preguiçosos

The Quarry é um bom jogo, e fãs do gênero certamente vão aproveitá-lo bastante. O grande problema do jogo em seu lançamento é o preço. 350 reais por um jogo que mais parece um filme interativo é pedir demais, ainda mais num país em crise eterna como é o caso do Brasil, ou seja, infelizmente não é o tipo de jogo que vá fazer sucesso por aqui.

Apesar disso, se eu fosse você, deixaria The Quarry na sua lista de desejos, pois assim que ele entrar num valor menor, ele certamente vai valer a pena.

Nota final

75
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Belos Gráficos
  • História Engajante
  • Bom modo multiplayer

Contras

  • Muito pouca interatividade
  • No Brasil, infelizmente, o preço do jogo está alto demais no lançamento
Publicado por
Tags: The Quarry

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade