Categorias: GamesReviews

Pokémon and Shield: Isle of Armor DLC – Review

Pokémon Sword and Shield foi uma estreia e tanto de uma das franquias mais amadas da Nintendo no Switch, e agora ela recebeu o primeiro DLC da história de Pokémon em Isle of Armor. Será que esta expansão vale a pena? É o que vamos responder no review de hoje.

Em Pokémon Isle of Armor, você continua a sua jornada após tornar-se o campeão da região de Galar. Para isso, você é convidado para ir à nova ilha explorar este novo ecossistema de Pokémon e aumentar ainda mais a sua coleção.

Explorando a Isle of Armor

Chegando em Isle of Armor, você logo nota que as coisas são um tanto diferentes de como você estava acostumado em Sword and Shield. A primeira mudança é que você não tem um esquema de progressão normal por rotas e ginásios. O que você tem aqui na verdade são uma série de missões envolvendo o Dojo que se encontra na ilha.

Outro detalhe que você provavelmente irá notar é que a nova ilha que é adicionada ao jogo é bem pequena, e você irá percorrê-la lá pela sua segunda ou pela terceira missão.

Este é um ponto interessante, apesar de termos uma pequena ilha, ela é lotada de Pokémon diferente. Logo de cara você irá capturar um Slowpoke que até então não era possível na sua coleção. Além disso, você também vai ganhar a possibilidade de escolher entre um Bulbassaur e um Squirtle, os dois iniciais que haviam sido deixados de lado em Sword and Shield.

Ao todo, a expansão traz algo em torno de 100 Pokémon novos ao jogo.

Tarefas um pouco diferentes

As quests de Isle of Armor são relativamente curtas de serem cumpridas, e o DLC provavelmente irá adicionar algo em torno de 5 horas até você cumprir todas as tarefas novas que o jogo adiciona.

Depois disso, tudo o que você tem a fazer é cumprir com a eterna missão de completar sua Pokédex. Além disso, você ainda tem algumas quests meio malucas, como encontrar centenas de Digglets espalhados pela ilha, para cumprir.

No fim das contas, levando em consideração que esta é apenas a primeira DLC de Pokémon Sword and Shield, podemos dizer que a Game Freak poderia ter colocado um pouquinho mais de conteúdo ou talvez um pouco mais de terreno na ilha.

Aqui, ainda vale ressaltar que a ilha é uma grande zona selvagem onde você vai encontrar dezenas e dezenas de Pokémon que não podem ser encontrados no jogo normal. Dessa forma, você provavelmente vai ficar andando nas mesmas áreas por um bom tempo até fechar os Pokémon delas.

Outro ponto que eu gostaria de ressaltar é que o mapa infelizmente é bem confuso nesse DLC. Tem uma missão logo no começo onde você precisa ir até a área norte da ilha, e eu levei mais de uma hora até achar o caminho. Talvez seja eu que seja um perdido, mas sinceramente? Tinha como fazer um sistema de mapas bem melhor.

Mas e aí, Isle of Armor vale a pena?

Ainda assim, levando-se em consideração que para completar a sua nova e expandida Pokédex você provavelmente vai levar bem mais de 10 horas, o custo-benefício desta DLC acaba aumentando de maneira interessante.

Como o Expansion Pass de Pokémon Sword and Shield ainda conta com mais uma DLC, que será lançada em novembro, ainda é cedo para dizer se as novidades deste jogo valem a pena ou são desperdício de dinheiro. Se formos levar em conta que temos aí em torno de 60 reais investidos pra até 20 horas a mais de diversão, eu diria que compensa, mas se você está procurando por grandes novidades, talvez esse DLC não seja bem para você.

Resumo para os preguiçosos

Pokémon Sword and Shield: Isle of Armor adiciona uma quantidade interessante de conteúdo ao jogo de Nintendo Switch, ainda que boa parte dele seja o bom e velho repeteco de pegar um Pokémon e repetir esse processo uma centena de vezes.

A nova área é um tanto pequena, e as novas quests acabam rapidamente, então, fique atento, se você estava esperando uma grande campanha, esse primeiro DLC vai te decepcionar.

Nota final

75
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Mais uma centena de Pokémon para capturar
  • Quests interessantes, ainda que curtas

Contras

  • Mapa bem pequeno
  • Sistema de mini mapa confuso me fez eu me perder várias vezes dentro da ilha
  • Conteúdo bastante repetitivo
  • Os novos personagens não são interessantes o suficiente

Este website utiliza cookies