Produtor de Dying Light 2 afirma que 60fps são mais importantes no jogo do que resolução em 4K

Anunciado na E3 deste ano, Dying Light 2 promete ser um jogo enorme onde o jogador irá passar grande parte de seu tempo correndo de telhado em telhado e batalhado (ou fugindo) de imensas hordas de zumbis. Por conta desta demanda, a Techland, produtora do jogo, acredita que é mais importante dar velocidade aos jogos do que simplesmente introduzir mais linhas de resolução.

O lead-designer do projeto, Tymon Smektala, afirmou que para eles é mais importante trazer movimentos fluídos do que uma resolução em 4K, isso por conta do parkour e da velocidade do jogo. Ele comenta ainda que essa prioridade dará aos jogadores maior imersão no game.

Isso não significa que o jogo não terá suporte à resolução 4K, Smetkala complementa que há algumas pessoas realmente boas em otimização na equipe de desenvolvimento, e que por conta disso Dying Light 2 talvez saia em 60fps e 4K, mas sempre reiterando que a prioridade é dar fluidez ao jogo.

Para tal, a Techland criou uma nova engine para desenvolver o jogo, e Smetkala acredita que o poder extra de processamento do PS4 Pro e do Xbox One X serão fundamentais para dar aos jogadores a experiência que eles imaginaram para este game.

Ainda sem data de lançamento, Dying Light 2 será lançado para PlayStation 4, Xbox One e PC, e é altamente recomendável que você jogue este game no PS4 Pro e no XONE X.

Ceraldi

UX & UI Manager, Ceraldi se dedica (menos do que gostaria) ao Critical Hits e tentar cumprir seu papel de pai de família em meio à gatos, bacon, video games, séries, MCU, futebol e NBA.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade