Categorias: E3 2019Games

Phil Spencer revela que Microsoft pretende adquirir um estúdio First Party Japonês

Por mais que a Microsoft venha se esforçando cada vez mais nos últimos anos, a empresa não consegue penetrar no mercado japonês de jeito nenhum. Em partes isso tem a ver com a própria cultura do país que costuma dar mais valor à produtos e artigos produzidos em território nacional.

Mas também há de se levar em consideração que jogos ocidentais não fazem muito o gosto dos japoneses, pelo menos não ainda.

E como a Microsoft vem investido pesado na aquisição de novos estúdios para produção de jogos exclusivos, nada mais justo do que investir estúdios japoneses, não é?

Durante a E3 2019, Phil Spencer demonstrou interesse em fechar parceria com um estúdio asiático, mais especificamente um do Japão, para aumentar a quantidade de jogos produzidos para o Game Pass e melhorar a situação do Xbox na Terra do Sol Nascente (via Games Industry).

Spencer não citou nada como certou, apenas mencionou como gostaria de poder contar com franquias como Phantasy Star Online, da SEGA, no seu catálogo, ou ainda com produtores no estilo de “Miyazaki-San”, criador da franquia Souls e do promissor Elder Ring.

A presença massiva de jogos japoneses na E3 deste ano deve ter, com certeza, chamado ainda mais atenção da Microsoft. Apesar de não termos nenhuma informação oficial no momento, tudo leva a crer que a busca de um estúdio japonês como first-party será um dos principais objetivos da empresa nos próximos meses.

Este website utiliza cookies