Orion: Prelude – Review do leitor

[Review enviado pelo leitor Artur Melo. Tem algum conteúdo para enviar para nós? Envie para criticalhitscombr@gmail.com]

Dinossauros, Jetpacks, e Armas Laser. Um jogo com esses três elementos provavelmente não daria errado, certo? Lançado no dia 4 de Maio de 2012, Orion: Dino Beatdown juntou tudo isso em um jogo cooperativo que foi um grande desastre. Problemas pessoais dos desenvolvedores fizeram com que o jogo saísse antes da data planejada, incompleto e quebrado.

Porém, após mais de dois anos de suporte após o lançamento a Spiral Studios, desenvolvedora do Dino Beatdown, conseguiu transformar ele através de atualizações enormes (e gratuitas) no divertidíssimo Orion: Prelude.

  • Nome: Orion: Prelude
  • Plataforma: PC
  • Desenvolvedora/Publisher: Spiral Game Studios/TREK Industries
  • Lançamento: 25 de Agosto de 2014

Contando todas as promessas do Dino Beatdown e adicionando ainda mais features, como um sistema de clima e dinossauros jogáveis, Orion: Prelude traz uma ótima experiência de FPS. Expandindo além de sua jogabilidade cooperativa original, ele agora tem vários modos PVP, como o clássico Deathmatch, Capture the Flag, e um modo de duelo com sabres de luz.

Ainda assim, o jogo ainda tem um grande foco nos modos de jogo cooperativos, Survival e Conquest. Como o nome indica, no modo Survival você tenta sobreviver à 10 ondas de dinossauros, com as ondas mais avançadas tendo os dinossauros maiores e mais perigosos, como Tiranossauros. O modo Conquest é como o modo de sobrevivência, só que com mais ondas, e mapas gigantescos e abertos. Nesse modo, após sobreviver 10 ondas, você deve capturar e proteger outra base. Para atravessar o mapa e alcançá-la, você pode usar um dos veículos pilotáveis do jogo, que vão de Buggies a VTOLs. O jogo também conta com um modo PvPvE, no qual você deve proteger sua base dos dinos e destruir a base do time inimigo. O problema aqui é que a grande maioria dos servidores da Ameríca do Sul (onde é possível ter um ping decente) são nesses modos. Se você quiser jogar nos modos PvP. provavelmente vai ter que criar um servidor e chamar amigos.

O jogo também tem uma jogabilidade baseada em classes e um sistema de progressão baseado em níveis. Cada uma das 3 classes tem uma habilidade ativa: A classe assault usa um Jetpack que pode ser usado para alcançar lugares mais altos e fugir de dinossauros, a classe support tem uma arma que tanto cura jogadores como também concerta veículos, e a classe Recon por sua vez tem um sistema de camuflagem que a torna invisível para dinossauros ou jogadores hostis. Cada classe tem 2 armas únicas compráveis durante uma partida, o que também ajuda a variar a jogabilidade. Quanto mais partidas você joga com determinada classe, mais experiência consegue com ela, assim subindo de nível e liberando Perks, que embora deem vantagens aos jogadores não desequilibram a partida.

Cada dinossauro também tem uma jogabilidade diferente. Você pode jogar com um Pterodáctilo e levar sua presa para os céus, para então lançar ela em uma queda fatal, ou com um Triceratops, correndo em direção dos humanos para joga-los para longe.

Os gráficos do jogo não deixam muito a desejar. As texturas e efeitos de iluminação são muito bons, o visor do capacete do seu personagem congela quando fica muito frio e fica cheio de gotinhas quando chove, tudo feito com uma imensa atenção aos detalhes. O único problema são as animações dos personagens humanos, que é meio “mecânica”.

Ainda esse mês começa o beta do kit de desenvolvedor do jogo, para que os jogadores possam fazer os próprios mapas, somando aos mais de 20 mapas já presentes no jogo. Também é possível personalizar a aparência do personagem, porém isso é feito por microtransações. Por outro lado, o jogo frequentemente fica em desconto na Steam (nesse momento ele está custando 2 reais e 19 centavos).

Resumo para os preguiçosos

Orion: Prelude é um ótimo jogo para se jogar com amigos durante um fim de semana. Com vários modos de jogo, veículos, dinossauros, jetpacks, e sabres de luz, o jogo apresenta variedade o bastante para garantir horas de diversão, podendo competir com grandes títulos, como Left 4 Dead. Porém, é difícil encontrar servidores públicos para os modos PvP.

Prós

+ Vários mapas e modos de jogo.
+ Jogabilidade divertida.
+Sistemas de clima e dia/noite que afetam o jogo.
+Veículos e Dinossauros jogáveis.
+Gráficos

Contras

– Falta de servidores PvP
– Microtransações

Nota

8,0

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por