O futuro de Star Wars está agora nas mãos da EA

Depois da disney anunciar o fim da lendária LucasArts uma verdadeira legião de fans ensandecidos descontaram sua fúria em cima da companhia do rato preto, alegando que qualquer destino poderia ser aceito para o studio responsável por títulos inesquecíveis como Star Wars: knights of Old Republic e The secret of Mokey Island, mas que o fim das atividades não era um deles.

Entretanto, ontem a Disney divulgou um acordo com Eletronic Arts que garante a empresa os direitos de produção dos novos títulos da franquia Star Wars. A princípio, DICE e a Visceral produziriam novos títulos juntando-se então à Bioware nessa difícil tarefa de continuar com a produção de jogos para um público muito específico e também muito exigente.

O problema de tudo isso é que a moral da EA não anda lá essas coisas com os gamers de plantão. Depois do pseudo-fracasso de SimCity, a imagem da companhia -que já andava mais suja que cama de aviário- parece que foi manchada de vez graças aos problemas com o DRM e com os servidores. A própria Bioware que costuma ser uma empresa bastante apreciada pelos que procuram bons jogos não agradou muito com Star Wars: Old Republic, e algo me diz que nem todo mundo ta botando tanta fé assim nesse acordo.

Mas sejamos otimistas meus amigos. Tenhamos fé que o pessoal da DICE, da Visceral e da Bioware sejam capazes de nos apresentar títulos tão bons como Mass Effect – que é praticamente um Star Wars sem os lightsabers – , Battlefield, e Dead Space, e que os bons e velhos jedis reassumam seus lugares de direito no ranking de jogos inesquecíveis.

João Víctor Sartor

João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.

Publicado por