Games

“Nintendo Switch Pro” pode ter suporte à Nvidia DLSS, mais memória e um processador mais rápido

Os rumores de uma versão mais potente do Nintendo Switch não param de surgir.

Após algumas informações terem surgido nas últimas semanas, um novo relato feito pelo Bloomberg foi publicado hoje, dando mais alguns detalhes sobre este possível novo modelo do Switch.

De acordo com o site americano, este “Nintendo Switch Pro” fará uso de uma das tecnologias mais recentes e impressionantes da Nvidia: O DLSS.

DLSS, caso você nunca tenha ouvido falar, é uma tecnologia de ampliação de imagem presente em chips atuais da Nvidia. O DLSS pega uma imagem de baixa resolução e a amplia através de um algoritmo de aprendizado de máquinas, o que resulta em uma imagem de resolução muito maior do que a original, mas sem usar metade dos recursos que normalmente utilizaria.

O que torna esta possível adição do DLSS ao Nintendo Switch ainda mais impressionante é o fato de que nenhum dos consoles de nova geração faz uso desta tecnologia, que até então é exclusiva para computadores.

Como o Nintendo Switch já utiliza um chip da Nvidia, faz bastante sentido para a Nintendo adotar esta nova tecnologia em um modelo aprimorado do console. Como o Switch possui um hardware mais limitado que os outros consoles, uma ferramenta capaz de aumentar a resolução da imagem sem a necessidade de componentes mais poderosos é tudo que ele precisa.

Isto, somado ao fato de que este Nintendo Switch Pro terá como foco a resolução 4K no modo Docked, só torna este rumor ainda mais possível.

Além do DLSS, o Bloomberg também relatou que este novo chip da Nvidia também contará com um processador mais rápido e mais memória, porém nenhum detalhe específico sobre isto foi revelado.

Segundo especialistas, esta nova versão do Nintendo Switch custará mais do que o modelo atual, que custa $300 dólares, e deverá custar entre $350 e $400 dólares. Nenhuma data oficial para o lançamento deste novo console foi anunciada, porém o consenso é de que ela chegará no final deste ano.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade