Hideo Kojima explica o uso do codinome Snake em Metal Gear Solid

Se tem uma coisa que é marca da série Metal Gear Solid, além do estilo stealth inconfundível, é a presença constante do codinome Snake. Mas alguém aí já parou pra pensar no por quê as cobras foram escolhidas para representar o codinome principal do jogo?

Eu não tinha parado pra pensar nisso até ler a pauta de hoje, admito, mas para os que já se pegaram pensando nisso, a dúvida acabou, pois o próprio Kojima explicou tudo via Twitter.


Ele disse o seguinte: “O motivo para eu usar Snake como um codinome em Metal Gear é que a cobra era o símbolo mais apropriado de um ser vivo que esconde sua presença, e se movimenta sorrateiramente, sem fazer qualquer barulho. O motivo pelo qual eu não usei nenhuma cobra específica como anaconda ou víbora foi porque o protagonista é o jogador. O motivo para o uso de SOLID foi para dar a impressão oposta a algo leve.

“A aparição de um inimigo mais forte sempre foi algo necessário em Metal Gear. O Snake que pode superar o Snake. Então eu trouxe um clone. E a briga entre LIQUID e SOLID é a base de Metal Gear Solid.

“Com a sequência desenvolvida, uma terceira cobra era necessária. Já que sólido e líquido são dois estados naturais, a escolha óbvia seria “gasoso”. Mas como Gas Snake daria a ideia de um ser humano feito de gás, o nome não soaria tão bem. Então eu peguei emprestados os termos físicos “solidus/liquidus”. SOLIDUS não é um estado natural propriamente dito, mas passa a ideia de fronteira entre sólido e líquido perfeitamente”.

Ok, temos a resposta. O que acharam?

Vander Lissi

Vanderlei Rodrigues Lissi é colaborador do Critical Hits. Mascote da equipe, ele, que prefere ser chamado de Vander,talvez por não aguentar mais piadinhas na pré-escola com aquele técnico de futebol, até hoje ainda acha que Pokémon Stadium é o melhor jogo dos monstrinhos de bolso.

Publicado por

Este website utiliza cookies