InícioGamesG2A dará 10% das vendas de keys para desenvolvedoras após controvérsia com...

G2A dará 10% das vendas de keys para desenvolvedoras após controvérsia com publisher indie

A G2A é um lugar onde se pode revender keys que você não quer, e recentemente alguns revendedores do site estão sendo acusados de usar cartões de crédito roubados para comprarem jogos e depois vende-los na loja digital.

Na tentativa de ganhar a confiança das desenvolvedoras de volta, a G2A disse que permitiria aos estúdios acesso ao banco de dados das vendas, o que faria com que fosse possível as produtoras verificarem como andam as vendas e quais keys foram obtidas por métodos ilegais.

“Nós queremos reafirmar à comunidade de desenvolvedores que nós monitoramos nosso mercado extensivamente atrás de qualquer possibilidade de fraude” disse um representante da companhia. “Na pequena fração de casos onde a fraude pode ser identificada, nós investigamos e banimos os responsáveis para evitar que a atividade se repita no futuro”.

A G2A disse que um sistema de royalties começará no dia 29 de Julho, dando 10% das vendas das keys para as desenvolvedoras.

“como uma líder no mercado de games digital, nós reconhecemos a nossa responsabilidade em oferecer o melhor que há para toda a indústria de games”, disse o representante. “Nós precisamos agir rápido para introduzir um nono sistema que inclua os desenvolvedores, os convidando para ter uma participação maior.”

Essas novas políticas da G2A estão sendo implementadas uma semana após a produtora de SpeedRunners e Punch Club, tinyBuild, ter descoberto que muitas das keys vendidas por meio da loja online foram compradas com cartões de créditos fraudados.

Os testes com os royalties e uma opção de doação para ajudar as produtoras começarão nas próximas duas semanas.