Games

Do pior ao melhor Gears of War

Gears of War é uma das franquias mais importantes do Xbox, mas qual seria o ranking de pior a melhor jogo dela?

No post de hoje, tentamos elaborar esse ranqueamento da melhor forma possível. Confira abaixo!

Vale ressaltar que não contaremos o spin-off Gears Pop! pois ele simplesmente não se encaixa na história da saga, mas se fosse pra colocá-lo em algum lugar, ele seria o último colocado.

Do pior ao melhor jogo da série Gears of War

Gears of War 4

  • Ano de lançamento: 2016
  • Plataformas: Xbox One

Gears of War 4 foi um novo começo para a franquia, e infelizmente ele é bem mais ou menos. Sinceramente falando, o jogo é chato até a metade dele, com você enfrentando os DBs a maior parte do tempo e as coisas começando a esquentar mesmo somente quando o inimigo realmente se revela no game.

Além disso, o protagonista do jogo, JD Fenix, é facilmente o personagem mais irritante do jogo, e eu não sei se a The Coalition se deu conta que os fãs não iriam gostar dele ou se ela estava com medo de mudar tanta coisa ao mesmo tempo, mas colocar Marcux Fenix no seu esquadrão da metade pro final do jogo só serviu para mostrar como JD era mais fraco ainda.

Ainda assim, o jogo melhora bastante no seu ato final, mas o caminho até ele é bem tortuoso.

Gears of War Judgment

  • Ano de lançamento: 2013
  • Plataformas: Xbox 360

Desenvolvido não pela Epic Games e sim pela People Can Fly, mesma desenvolvedora de Bulletstorm e mais recentemente de Outriders, o jogo conta a história de Damon Baird e como ele acabou sendo rebaixado dentro da CoG.

O jogo não chega a ser ruim, mas o ritmo inconstante da campanha aliado às várias mudanças que a People Can Fly fez na fórmula de Gears acabaram não caindo lá muito bem. Ainda assim, o jogo tem seus pontos positivos, como novas armas e personagens bem carismáticos.

Gears Tactics

  • Ano de lançamento: 2020
  • Plataformas: PC, Xbox One

Gears Tactics é um grande prequel da série, contando uma história que acontece logo depois dos eventos do E Day. O jogo é divertido e tem algumas fases bem difíceis, e mostra como a série Gears of War se presta a outros gêneros que não o de tiro em primeira pessoa.

Para quem não chegou a jogar o jogo, a ideia dele é mais ou menos como se a gente pegasse XCOM, ou seja, um jogo de estratégia com elementos de RPG e mecânicas de cobertura para proteção de tiro, e colocasse os personagens, mundo e toda a mitologia de Gears of War em cima do jogo. Um bom capítulo para quem gosta desse gênero de jogos.

Gears of War

  • Ano de lançamento: 2006
  • Plataformas: Xbox 360

Gears of War é o jogo que deu o pontapé na franquia, e como todo primeiro jogo, tem coisas dele que funcionaram muito bem e outras que nem tanto e que acabaram sendo aperfeiçoadas posteriormente pelos jogos que vieram depois dele.

O jogo conta com uma das melhores campanhas da série, momento de tirar o fôlego e quando foi lançado, mostrava como o Xbox 360 era capaz de fazer coisas impossíveis na geração passada.

Um clássico que imortalizou não só Marcus Fenix, mas Dominic Santiago, Cole Train, Damon Baird e até mesmo o grande antagonista desse game, o General Raam.

Gears of War Ultimate Edition

  • Ano de lançamento: 2015
  • Plataformas: Xbox One, PC

O remake de Gears of War original traz essencialmente o mesmo conteúdo do jogo anterior, mas com algumas adições que modernizam o jogo e deixam ele como a melhor versão da origem da franquia.

Dentre as novidades, temos 5 novas missões, melhoria no sistema de save e até mesmo a possibilidade de avançar pela história com facilidade se tiroteio não for o seu forte.

Seria legal se a Microsoft separasse um estúdio pra dar o mesmo tratamento de Gears Ultimate para os capítulos 2 e 3 da série.

Gears 5

  • Ano de lançamento: 2019
  • Plataformas: Xbox One, PC

Após um fraco capítulo em Gears 4, a The Coalition se redimiu em Gears 5. Colocando Kait como protagonista ao invés de JD (que inclusive finalmente ganhou uma personalidade e passou a ser um personagem bem mais interessante), o jogo explora as origens de Kait, dos Locust e do próprio Planeta Sera.

O jogo também aproveita para dar uma chacoalhada na fórmula de Gears, adicionando missões extras, novos veículos e algumas novidades bem interessantes. Gears 5 pode até mesmo ser o melhor jogo da série para muita gente, mas eu ainda acho os capítulos finais da saga de Marcus Fenix os meus favoritos.

Gears of War 3

  • Ano de lançamento: 2011
  • Plataformas: Xbox 360

Gears of War 3 é um jogasso. Finalizando a saga de Marcus Fenix, o jogo tem uma campanha espetacular que me fez ficar na frente do videogame no seu lançamento de uma ponta à outra.

O jogo não chega a fazer grandes mudanças na fórmula de Gears e nem precisa, contando uma campanha épica que vai despertar todo o tipo de emoção em todos os fãs da saga.

Gears of War 2

  • Ano de lançamento: 2008
  • Plataformas: PC, Xbox One

Finalizando a nossa lista, Gears of War 2 é certamente o melhor da série. O jogo melhorou todos os pontos fracos de Gears, adicionou o maravilhoso Modo Horda e ainda conta com facilmente a melhor campanha dos jogos da franquia até aqui.

Eu não vou dizer o que acontece nela porque seria spoilers, mas pode ter certeza que quem jogou o jogo certamente foi impactado por certas coisas que acontecem lá da metade pro fim do jogo e que também serviram pra quebrar a cabeça do Marcus Fenix um pouquinho.

Com isso, nós concluímos a nossa lista do pior ao melhor Gears of War. O que você achou da lista? Deixe seus comentários no vídeo!

Publicado por
Tags: Gears of War

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade