Ao longo dos últimos quatro anos pude acompanhar o desenvolvimento de Chasm, um game desenvolvido por um estúdio indie bem ambicioso. A Bit Kid Games é formada por desenvolvedores apaixonados por metroidvanias, desde Castlevania: Symphony of the Night a Axiom Verge e, com base nas sensações da primeira jogatina destes títulos, criaram um game com cenários gerados proceduralmente.

Toda vez que uma nova campanha for iniciada, o jogador terá diante de si um novo mundo, e terá a mesma sensação de jogar um novo metroidvania pela primeira vez: a surpresa de descobrir novos caminhos, passagens bloqueadas que sabemos que poderão ser abertas no futuro e inúmeras áreas secretas. É claro que, quem jogar o game apenas uma vez, poderá aproveitar completamente o mapa que iniciou, isso faz de Chasm um jogo indicado para gamers hardcore e casuais.

Chasm oferece diferentes opções para os jogadores, como o modo roguelike com morte permanente, que deverá agradar aqueles que gostam de desafios aleatórios e a dificuldade de possuir apenas uma vida. Também existe a opção de selecionar um mapa específico e continuar desbravando um mundo que você visitou anteriormente — ou que o seu YouTuber preferido explorou.

No game, o jogador controla um novo recruta que deve provar seu valor como cavaleiro do Guildean Kingdom. A primeira missão, que consiste em investigar uma mina cujo funcionamento é vital para o reino, prova ser muito mais complicada do que o esperado, uma vez que todos os habitantes e trabalhadores desapareceram e o lugar está repleto de criaturas sobrenaturais.

Chasm mistura combate simples contra minions e chefes gigantescos com exploração e jogabilidade de plataforma nas catacumbas e castelos que formam o reino. Novas armas e habilidades podem ser desbloqueadas com o decorrer da história que, embora seja construída sob diferentes cenários, segue um único curso.

Visualmente, Chasm tem cenários bonitos e bem detalhados, mostrando o cuidado que a desenvolvedora teve em todo o processo, mesmo que os gráficos sejam pixelados. Podemos ver semelhanças com os excelentes Owlboy e Dead Cells, assim como elementos que remetem a outros metroidvanias.

Chasm: Quando e onde?

Após quase cinco anos de desenvolvimento, Chasm será lançado em 31 de julho de 2018 para PC (via Steam), PlayStation 4 e PS Vita.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


Rafael Oliveira faz análise de jogos, filmes e séries regularmente para o Critical Hits, além de postar notícias e artigos esporadicamente. Acha que Shadow of the Colossus é o melhor jogo já feito, é fanboy de Steins;Gate e tem um lugar especial no coração para Platformers, RPGs e Metroidvanias.